31 de jan de 2011

SPAC segue absoluto entre as mulheres


O time feminino do SPAC fez a festa novamente e segue com aproveitamento de 100% no campeonato. O time paulista bateu o Desterro na decisão por 33 a 0 e garantiu seu terceiro título em três etapas. O SPAC precisa apenas terminar a próxima etapa entre os oito primeiros para garantir a taça geral.

"Essa vitória diante do Desterro foi muito importante. O jogo contra elas é sempre muito duro e nós demos nosso melhor. Nos comprometemos que o título brasileiro deste ano seria nosso e estamos fazendo nosso trabalho", contou Paula Ishibashi, destaque do time e uma das principais jogadoras da seleção brasileira, que tentará o heptacampeonato sul-americano, nos dias 5 e 6 de fevereiro, em Bento Gonçalves (RS).

Primeira fase
Bandeirantes 17 x 0 BH
Desterro 34 x 0 Jacareí
Charrua 43 x 0 USP
Niterói x Lions
SPAC 26 x 0 Bandeirantes
Charrua 37 x 0 BH
Desterro 27 x 0 Niterói
São José 48 x 0 Jacareí
SPAC 26 x 0 Charrua
BH 25 x 0 USP
Desterro 22 x 0 São José
Jacareí 0 x 22 Lions
SPAC 36 x 0 BH
Bandeirantes 22 x 0 USP
Niterói 30 x 0 Jacareí
São José 24 x 0 Lions
SPAC 40 x 0 USP
Bandeirantes 5 x 5 Charrua
Desterro 15 x 0 Lions
Niterói 17 x 7 São José

Semifinais
SPAC 25 x 5 Niterói
Desterro 24 x 7 Charrua

Final -
SPAC 33 x 0 Desterro








Fonte: Rugby Spirit
Fotos: Desterro Rugby
Continue lendo...

28 de jan de 2011

"Carregue-me se for capaz"

Muito legal a campanha da Sul Back inspirada em Floripa! Indo na vibe da etapa de seven's que acontece lá esse fim de semana, a loja vai premiar com uma regata estilizada quem tirar a melhor foto imitando a ilustração exclusiva! A regra é clara, Arnaldo: tem que ter força pra carregar uma menina e ainda fazendo pose hahahahah
Os critérios para avaliar a melhor foto são: criatividade e similaridade com a ilustração. Não tem mar? Invente um! hahahah

As fotos devem ser enviadas até dia 02/02 para contato@sulback.com e o resultado você vê aqui no Rugby de Calcinha! BOA SORTE!
Continue lendo...

27 de jan de 2011

"Vem o sulamericado de rugby feminino" - por Alumni Rugby - Perú

Tradução livre de Teresa Raquel Bastos


Que venha o sulamericano de rugby feminino

A seleção feminina de rugby "Las Tumis" vem se preparando desde o mês de julho de 2010 para esse evento. Entre as convocadas, encontra-se Diana Riesco, jogadora emblemática da equipe feminina de Alumni PUCP, que desejamos a melhor das sortes e a todas selecionadas do feminino já qu têm uma árdua tarefa de jogar nesse sulamericano, que cada vez vai se tornando mais e mais competitivo.

Das mãos do treinador Jonathan Lowe e com ajuda de Erick Taboada, tem vindo a preparação em um largo processo para que as "chicas" cheguem em ótimas condições.

Aqui umas palavras de Jonathan, treinador da seleção feminina:

O processo começou alguns meses atrás, e as garotas tiveram a torcida e o apoio de Alex, que tem tido a tarefa de melhorar o poder de força das garotas assim como a capacidade cardiovascular. É de vital importância que todos os jogadores de rugby sevens tenham de estar no auge de sua condição física se eles querem competir a esse nível.
As habilidades no rugby das garotas têm sido aperfeiçoadas durante esses meses e elas têm trabalhado bastante tentando entender as dificuldades de cada jogo. Rugby sevens é sempre de evolução e sempre será preciso jogadores espertos e inteligentes para lidar com todas as situações seja com movimentos defensivos ou ofensivos.
O time vai pro Brasil tendo melhor compreensão de jogo e uma atitude matura, jogando contra um número de combinações de adversários, o recentemente formado time masculino da universidade. As jogadoras viajaram para Tacna para jogar e tentar ganhar mais tempo de jogo antes de começar sua campanha.
Gostaria de agradecer Markham College por permitir que o time treinasse e usasse as facilidades da escola.
Gostaria de agradecer todos os rugbiers que ajudaram o time sendo "adversários" e apoiando o time.
Gostaria de agradecer Jorge Abugattas e Daniel Erasmus, quem têm feito valiosas contribuições para o progresso do time.
O jogo de sevens do rugby não tem esconderijo e que promove as mais puras qualidades de jogo, presença física, rapidez, trabalho árduo, a abilidade de usar a bola efetivamente e o time que marcar mais tries ganha!!!

Jonathan Lowe


Fonte: site do Alumni Rugby, do Perú


Parabéns às meninas peruanas pelo esforço e dedicação! Boa sorte! Que consigam aprender muito em terras tupiniquins :)
Continue lendo...

Sulamericano de Rugby em Bento Gonçalves (RS)

Está chegando a principal competição de rugby do nosso continente, o Sulamericano! Acontecendo nos dias 5 e 6 de fevereiro, a cidade de Bento Golçalves vai receber as seleções latinas para uma competição que promete muito "sangue no olho". Nossos guerreiros e guerreiras contarão com um oitavo(a) jogador(a) em campo: a nossa torcida! Em solo brasileiro, muitos dos nossos rugbiers e apreciadores do esporte se mobilizam para dar aquela força!
E além disso, o evento já simboliza um grande passo para nosso rugby: é a primeira vez que será transmitido em emissoras brasileiras! A SporTV vai fazer a cobertura in loco e ao vivo para todo o Brasil! É o nosso esporte se tornando GRANDE! :)))

As nossas meninas são as favoritas (detentoras da taça ouro pelos últimos 5 anos consecutivos e são hexacampeãs do Sulamericano), e o masculino, ainda que não seja favorito (a Argentina... sempre a Argentina! ¬¬), é esperado deles uma grande atuação, como tem acontecido nas últimas competições. Quem sabe com a nossa torcida eles vencem? :D

No sábado, o primeiro jogo será Uruguai x Venezuel(masculino) às 14h20. Depois Argentina x Venezuela(feminino). A partir das 15 horas, o canal transmitirá os dois jogos do Brasil contra o Paraguai. Vamos assistir e dar audiência para provar que o rugby tem futuro e público no nosso país! Estamos esperando por esse momento, por essa chance! :)



FEMININO
Primeira fase
Grupo A (Brasil, Argentina, Venezuela e Paraguai)
Argentina x Venezuela
Brasil x Paraguai
Argentina x Paraguai
Brasil x Venezuela
Venezuela x Paraguai
Brasil x Argentina
Grupo B (Uruguai, Chile, Colômbia e Peru)
Uruguai x Chile
Colômbia x Peru
Uruguai x Peru
Colômbia x Chile
Chile x Peru
Colômbia x Uruguai


Hexa em Mar Del Plata - 2010 :)

VAMO, BRASIL!!! Vamos fazer o RUGBY BRASILEIRO ser Trending Topic no Twitter!
Continue lendo...

Campeonato Gaúcho de Sevens Feminino tem calendário definido

A Federação Gaúcha de Rugby (FGR) definiu o calendário do Circuito Gaúcho de Rúgbi Sevens Feminino 2011.

A exemplo da primeira edição, vencida pelo Charrua, o certame terá quatro etapas. Vai passar por Porto Alegre (26 de março), Rio Grande (07 de maio), Caxias do Sul (11 de junho) e Pelotas (13 de agosto).

O cronograma de atividades para o rúgbi feminino ainda prevê um encontro de atletas no mês de abril, em Porto Alegre.

Fonte: Terceiro Tempo
Continue lendo...

Floripa Rugby Sevens

Floripa Rugby Sevens tem seus confrontos definidos

Etapa do Circuito Brasileiro de Seven-a-side começa neste sábado, dia 29, e terá duelos emocionantes.

A quinta edição do Floripa Rugby Sevens começa neste sábado, dia 29, e a emoção promete tomar conta dos dois dias de competição. A organização do evento divulgou nesta quarta-feira, dia 26, a tabela de jogos e os confrontos serão de alto nível técnico. No total, 32 equipes participam da competição, que é válida como quarta etapa do Circuito Brasileiro de Seven-a-side.

Na categoria adulta masculino, as equipes foram divididas em dois grupos de quatro, sendo que nesta categoria existem as equipes que disputam a taça Open e a Taça Dado Gouvêa. Os campeões e vices de cada uma das disputas se enfrentam em jogos mata-mata para definir o campeão do Torneio Internacional.

O atual campeão, São José, terá pela frente os anfitriões do Desterro (SC), além do SPAC (SP) e do Rio Branco (SP) em sua chave. Na outra parte da tabela, o Bandeirantes (SP) encabeça o grupo, que ainda conta com o Pasteur (SP), FTC (BA) e Urutu (SP).

O atleta do Desterro Daniel Danielewicz, um dos mais experientes da equipe, fez uma projeção dos jogos. “Nosso objetivo nesta competição é buscar o título e quem sabe com um pouco de sorte nos tornarmos líderes do ranking. A próxima etapa será em Curitiba e aí iremos em busca do título. A Floripa Rugby Sevens terá jogos de alto nível e espero que o Desterro possa ter uma boa apresentação”, diz Daniel, que atua na seleção brasileira.

Já na categoria Open, o Desterro B (SC) lidera a chave A, que tem ainda os Jaws (SP), Madagascar (SP) e Taurus (MG). Por fim, na chave B o Assunción Rugby (PAR) terá pela frente o Costão Norte (SC) e Goitakas (SC), além do Walkrians (RS).

Entre as mulheres, dez equipes brigam pelo título, sendo que nesta categoria ocorrem disputas apenas na categoria Dado Gouvêa. O SPAC (SP) tem pela frente no Grupo A o Niterói (RJ), São José (SP), BH Rugby (BH) e USP (SP). As anfitriãs do Desterro (SC) enfrentam o Bandeirantes (SP), Charrua (RS), Jacareí (SP) e Lions (SP).

Além dos adultos, a Floripa Rugby Sevens conta com disputas na categoria Juvenil Masculino. Os jogos, além de demonstrarem o potencial das novas equipes do Rugby Brasileiro servem de incentivo para o crescimento da modalidade entre os atletas mais novos no país.

Para mais informações acesse o site: http://www.floripasevens.com.br.

O Floripa Rugby Sevens é uma realização da Prime Sports Group em parceria com o Desterro Rugby Clube. A quinta edição do torneio conta com a promoção da Confederação Brasileira de Rugby (CBRu), patrocínio do Bradesco e da Topper, além do apoio da Fundação Municipal de Esportes de Florianópolis.

Danilo Caboclo – Assessoria de Imprensa Floripa Rugby Sevens – danilo@etideias.com.br – (48) 4104-1294 ou (11) 7667-9636


Fotos: Divulgação
Continue lendo...

23 de jan de 2011

Mundial de Clubes de Rugby Feminino

Ainda estamos em janeiro, mas o Córdoba Rugby Club já está anunciando o 2º Mundial de Clubes de Rugby Feminino, que acontecerá dos dias 20 a 22 de agosto. O 1º foi anunciado aqui no RdC em 2010 (veja aqui).

Vamos ficar ligadas em tudo e passar mais informações para vocês. Até lá!!!




Continue lendo...

12 de jan de 2011

Cor de rosa!

No meio do vasto verde dos campos de rugby (às vezes marrom por causa da lama), vemos um ponto rosa. Aquele ponto chama a atenção... são os produtos coloridos que invadem o gramado!
Não, nada de Restart ou algo assim, mas os artigos de rugby focados em nós, consumidoras rugbiers! Ou será que só eu ficou LOUCA com coisas rosas? hahahah

Os mais comuns são as chuteiras e protetores bucais nessa cor, que são ultimamente mais fáceis de serem encontrados no Brasil. Mas olhando sites de compras internacionais, me deparei com um scrum cap rosa! Que coisa mais linda! Na hora da formação do scrum, a adversária é facilmente distraída com essa cor HOT PINK! hahahaha Achei também meiões, camisetas legais, bolas e outros acessórios.





O intuito desse tópico é pedir às lojas nacionais e aos fabricantes brasileiros (oi, Topper!) que olhem para nós e coloquem no mercado produtos feitos sob medida para as jogadoras (e com preço camarada, por favor)! Todos saem ganhando! Ou vai negar que brilha os olhos o pink bem representado em campo?

P.s.: aceitamos de presente os itens acima.... HAHAHAHAH

TEM ALGUM PRODUTO COR DE ROSA AÍ? Manda uma foto sua usando eles para rugbydecalcinha@gmail.com! Queremos veeeeeeeeeer!
Continue lendo...

7 de jan de 2011

A explosão silenciosa do rúgbi sevens


Por John Birch publicado originalmente no www.scrumqueens.com

Tradução de Maíra Leal

Em 2010, o rúgbi feminino à sete (seven´s ou Seven-a-side) foi colocado em segundo plano. A forma reduzida do jogo teve o seu maior ano em 2009 quando aconteceu sua primeira Copa do Mundo de Rúgbi, e esse ano todos os olhos foram para a versão completa do jogo que teve sua própria Copa do Mundo.

Entretanto, mesmo sem alcançar as manchetes do mundo do rúgbi, o rúgbi a sete tem estado bem longe da calmaria. Oitenta nações jogaram mais de 275 partidas internacionais de Sevens em 21 torneios ou em partidas combinadas fazendo desse ano o terceiro mais competitivo do esporte. Em comparação ao jogo de XV – incluindo a Copa do Mundo –  que teve apenas 75 partidas e apenas 26 nações foram representadas. 

No rúgbi sevens, três times terminaram o ano com 100% de aproveitamento – a campeã européia Espanha, as Campeãs africanas Tunísia, e a campeã da série B européia (equivalente a terceira divisão da Copa Européia de Sevens), Ucrânia. A Ucrânia passou a participar do Circuito Europeu em 2009 e agora – com a nove vitórias consecutivas no seu cartel – elas subiram para a segunda divisão onde suas maiores adversárias serão o selecionado da Bélgica e da Finlândia. Será que elas conseguem uma ascensão à uma outra divisão em 2011?

Moldova foi  campeã de 2010 da série “A” do torneio Europeu, reconquistando o primeiro lugar na tabela que haviam perdido no ano anterior – mas elas ganharam a divisão por um fio, batendo a Suíça por apenas dois pontos na final e tendo arrancado da Bélgica um empate e tendo ganhado de Andorra por apenas um ´try´.
Mas se o torneio ‘A’ foi apertado, o contrário aconteceu com o “Top 10” Europeu, apenas um time se sobressaiu. Com as inglesas, atuais campeãs, mandando apenas um time desfalcado para Moscow ( por boas razões![1] ) as espanholas que foram vice em 2009 jogaram as campeãs para escanteio, marcando 160 pontos e concedendo apenas 4 tries – dois dos quais foram concedidos na final contra a Holanda. A vitória uma inesquecível  dobradinha espanhola, que já tinham levantado o caneco com campeonato Europeu de XV e receberam um elogio no Parlamento espanhol e uma reunião de alto nível com o Ministro dos Esportes daquele país.

As limitações financeiras asseguraram que o Campeonato Africano de Rúgbi fosse ainda mais unilateral. A vitória da especialista em jogo à sete, Tunísia, não foi inesperada. Mas com quase nenhuma representação do sul e do leste da África em Burquina Faso, essa vitória não dependeu de grande esforço por parte da Tunísia. Mais tarde no ano, as campeãs africanas tiveram jogos muito mais disputados contra Malta, que acabara de ganhar a divisão “A” européia, com uma vitória de 19-7 em um jogo teste. No sudoeste africano aconteceram os dois maiores torneios de sete e ambos terminaram com finais entre Zâmbia e Zimbábue, com muita alegria essas nações tiveram a chance de finalmente bater a rival sobre o Limpopo no Banc ABC 7´s em Harare.

O Brasil foi mais uma vez forte demais contra seus rivais na América do Sul, mas seu time se mostrou notadamente pouco competitivo no torneio de 7´s de Dubai no final do ano. Postas de lado pela Vitório da França por 35-0 antes de terminar como vice-campeãs da Taça Prata. Como donas da casa dos Jogos Olímpicos de 2016 é óbvio que elas  tem que arrumar um jeito de entrar em mais torneios fora de seu continente se elas quiserem evitar serem deixadas para trás do resto do mundo.
Similarmente isolada do mundo, a Guiana retomou seu título da NACRA, e permanecem o destaque entre os times do Caribe, novamente isso vai ser pouco se elas não conseguirem  jogar em outros lugares e com maior freqüência. Entretanto foi na Ásia que a maior parte da ação desse ano aconteceu.

Além do tomador de manchetes time do Irã, na primeira apresentação de um time de rúgbi a 7 em um torneio de vários esportes, a maior parte do continente teve um fantástico e ocupado ano – Singapura jogou 23 jogos internacionais dignos de nota 9 (além de outros contra seleções não oficiais) entre o Torneio de Hong Kong em Março até os jogos asiáticos em Novembro e elas não estavam sozinhas – Índia jogou 20, Japão 19, e Hong Kong 18.

As internacionalmente mais ocupadas jogadoras de rúgbi começaram com 13ª Edição do Torneio mais antigo de 7 feminino (Hong Kong). Doze times entraram no torneio – 9 seleções nacionais, ao lado de 3 seleções não oficiais de Austrália, Nova Zelândia e África doSul. Quando a poeira assentou a final de 2009 se repetiu, exceto a parte da não oficialidade da seleção Australiana que passou pelas Chinesas conquistadoras que atropelaram suas companheiras asiáticas e até a final só haviam concedido apenas um try contra o Casaquistão na semi-final.

Mas esse era para ser o ano da China. Não haverá nenhuma dúvida em relação a isso – o roteiro já estava escrito. A temporada caminhava para um clímax e esse clímax era pra ser as chinesas recebendo as suas medalhas de ouro em frente a uma multidão em sua casa no Jogos Asiáticos.

Apenas a Austrália – Campeãs mundiais – havia ganhado delas desde a Copa do Mundo e elas nunca perderam em casa. Com a final do Torneio de Hong Kong debaixo dos braços a Copa Asiática logo aconteceu. Servindo, efetivamente, de ensaio para os Jogos Asiáticos, a China dominou. A menor margem de vitória foi a da final – uma vitória de  26-10 contra o Cazaquistão.

Com a proximidade dos Jogos da Ásia chegando, o Cazaquistão finalmente alcançou um título na Copa Asiática do Pacífico, em Borneo, mas as chinesas não estiveram lá. Os dois times estiveram ausentes no  torneio de aquecimento de Singapura – ganho pelo Japão – antes dos times líderes do continente finalmente chegarem a Guangzhou. Sem conceder um único ponto a China chegou à final, seus oponentes foram o Cazaquistão e elas  ganharam da China por 17-14. O ano internacional para o rúgbi de sete terminou então,  com o resultado mais chocante do ano!

Ganhadoras de Torneios Internacionais
América do sul (Mar Del Plata - Argentina) – Brasil
EUA (las Vegas) China
Hong Kong – Aussie Amazons
Guadalupe in St. Lucia- St. Lucia
Europeu divisão B (Odense, Dinamarca) Ucrânia
Europeu divisão A (Bucareste, Romênia) Moldova
Amsterdã – Wop (Holanda)
África (Ougadougou, Burquina Faso) Tunísia
Careassone – Portugal
Europeu “ Top 10” (Moscow) Espanha
Asia (Guangzhou, China) China
NACRA (Georgetow, Guiana) Guiana
Castle (Lusaka, Zâmbia) Zâmbia
Friendly Cup (Lviv, Ucrânia) Ucrânia
Ásia-Pacífico (Kota Kinabalu, Borneo) Cazaquistão
BancABC Sevens (Harare, Zimbábue) Zimbábue
Singapura – Japão
Malta na Tunísia – Tunísia
Jogos Asiáticos (Guangzhou, China) Cazaquistão
Dubai – Sumurui Dubai



[1] Metade do time de Sete da Inglaterra joga também pela Seleção de XV daquele país . N. T.
Continue lendo...

Rio Beach Rugby


Aproveito o blog das cariocas (Rugby Fluminense Feminino), que estão super empolgadas com os torneios de 2011, para deixar aqui o convite para o Rio Beach Rugby.






Continue lendo...

Rugby Fluminense Feminino


Essa semana recebemos um e-mail muito legal da Paulinha Gnomo, nos apresentando a versão Rugby de Calcinha das cariocas.

Segundo Paulinha, o blog foi criado com o intuíto de divulgar os times femininos do Rio de Janeiro e também de promover uma interação entre as atletas do estado. 
"A ideia principal da criação da comunidade foi primeiramente para reunir as jogadoras de todos os times do RJ, e assim fazer com que trocássemos informações. Quanto ao blog, era perceptível a falta de conhecimento sobre a existência dos times do RJ [com uma exceção, o Niteroi] o que de uma forma ou outra atingia os times. O blog também pode ser uma ferramenta para conseguirmos mais atletas, mais admiradores do esporte, e mais visibilidade quanto ao nosso "trabalho" em campo."


Os links do blog e da comunidade no Orkut:



Parabéns meninas pela iniciativa!!!

***amei a matéria "FÉRIAS EM FORMA" :-)
Continue lendo...

6 de jan de 2011

RdC na Revista Try


A REVISTA TRY, revista eletrônica produzida pela Ofício do Esporte Comunicação com apoio da Universidade Mackenzie e da Federação Paulista de Rugby,  teve sua estreia essa semana e o RdC não poderia ficar de fora dessa. :)  

Nessa edição, além da nossa matéria, você poderá conferir uma entrevista com o Sebá, do Inimigos do HP, uma coluna com o Daniel Venturole, do Blog do Rugby, além de cobertura de eventos, moda, saúde, entretenimento e muito mais. 

Não deixe de conferir as matérias da Revista Try acessando o site:

Continue lendo...

4 de jan de 2011

Fotos do cartão perdido

Bem, amigos do meu varal, informo-lhes que O CARTÃO DE MEMÓRIA PERDIDO NO SPAC FOI ENCONTRADO!!!! hahahahahah O querido Leandro (vulgo São Longuinho hahahaha), do SPAC, encontrou e devolveu! Obrigadão!!!!
Obrigada também a todos que ajudaram dando RT no twitter e, principalmente, aos amigos Daniel HP (Blog do Rugby, com quem o Leandro entrou em contato após ler no twitter deles) e Aldo (loja Sul Back, que ofereceu recompensa a quem encontrasse)!
Acreditamos na honestidade e companheirismo presentes no espíto de quem joga rugby! Nessa situação tão doida, não foi diferente! hehehehe

Como prometido, posto aqui as fotos tão esperadas! Desculpa ae por não ter postado antes.




























E aí, valeu a pena a campanha pra achar o cartão de memória??? hahahaha
Continue lendo...
 

Rugby de Calcinha Copyright © 2009 Rugby de Calcinha