15 de dez de 2012

Um novo Rugby de Calcinha - MUDAMOS DE ENDEREÇO!



Desde quando criamos o nosso blog, o primeiro exclusivamente de rugby feminino do Brasil, planejávamos criar um domínio nosso e crescer junto com o esporte.

A modalidade se desenvolve mais a cada dia e nós temos o dever de acompanhar, levando a vocês informação de qualidade, discussões construtivas, divulgação de novos times e tudo mais relacionado ao estilo de vida que amamos. Aqui, damos voz a quem tem algo a falar que ajude a nação rugbier brasileira, apoiamos times de onde quer que seja. Procuramos fazer a nossa parte e contamos com a ajuda de todos.

Estamos trabalhando para que o nosso blog vire site e continue sendo referência. E agora, de forma mais completa, com novas categorias, mais interação com nossos leitores e atraindo mais pessoas para a nossa comunidade. Mas sem perder o nosso estilo único, claro, senão perde a graça. Ainda estamos trabalhando para que o site fique completo e cheio de informações, mas a partir de hoje, somos o         RUGBYDECALCINHA.COM.BR

Aguardem mais novidades nos próximos dias e façam parte do nosso varal.
Continue lendo...

20 de set de 2012

FLORIANÓPOLIS RECEBE PENÚLTIMA ETAPA DO SUPER SEVENS - CIRCUITO BRASILEIRO DE RUGBY FEMININO

Jogando em casa, Desterro espera contar com o apoio da torcida para manter a liderança na classificação geral


São Paulo (SP) - Os moradores de Florianópolis podem aproveitar o fim de semana para conhecer uma das modalidades que estarão presentes nos Jogos Olímpicos do Rio/2016: o rugby sevens. Neste sábado (22) e domingo (23), será disputada a 4ª etapa do Super Sevens - Circuito Brasileiro de Rugby Feminino. Participam do torneio seis equipes pré-classificadas pelo campeonato nacional de 2011 (o Brasil Sevens) - SPAC, Bandeirantes, São José, Niterói, Desterro e Charrua - e mais quatro times convidados pela federação local - BH Rugby, Urutau, Brusque e Costão Norte. As partidas serão disputadas no Campo da Tapera e a final está marcada para as 14h do domingo. A entrada é gratuita.

O Desterro, equipe de Florianópolis, lidera a classificação geral do torneio, com 52 pontos. Após ser campeão nas duas primeiras etapas e terminar em terceiro na última, realizada no Rio de Janeiro, o time entra em campo focado no título da etapa, dento de casa.

"Neste ano temos um grupo maior do que em 2011 e isso é muito importante. Com um campeonato longo como este, é fundamental ter peças de reposição. Algumas atletas que não foram aproveitadas nas demais etapas irão estrear e esperamos que elas tenham um bom desempenho, até pela ajuda que estão recebendo das jogadoras mais experientes. E, claro, jogar com o apoio da torcida traz um clima diferente e motivador", comenta Pedro Oliveira, treinador das catarinenses.

Com 47 pontos, o SPAC espera que a evolução ao longo do torneio possa fazer com que o clube da zona sul de São Paulo assuma a liderança a uma etapa da final. Em terceiro lugar na tabela está o Niterói, que vem apresentando um rendimento irregular. O time fluminense terminou em segundo lugar na primeira etapa, caiu para quinto na segunda e, jogando em casa, acabou perdendo a decisão para o SPAC na terceira etapa. Bandeirantes e São José estão alternando a posição intermediária, enquanto o Charrua segue na lanterna do campeonato. 

O Campo da UFSC na Tapera fica localizado na Rua José Olímpio da Silva (Trevo com a Rodovia Aparício Ramos Cordeiro). No sábado, os jogos têm início ao meio dia e o último jogo está programado para as 17h. No domingo, o evento começa às 10h e a final está marcada para as 14h.

Classificação geral após três etapas:
1° - Desterro (SC) - 52 pontos
2° - SPAC (SP) - 47 pontos
3° - Niterói (RJ) - 38 pontos
4° - Bandeirantes (SP) - 28 pontos
5° - São José (SP) - 28 pontos
6° - Charrua (RS) - 20 pontos

A quinta e última etapa será realizada em São Paulo (SP) nos dias 20 e 21 de outubro.

Fonte: CBRu
Continue lendo...

10 de set de 2012

Pesquisa Rugby de Calcinha

Estamos trabalhando em um "novo" Rugby de Calcinha e precisamos da sua ajuda para montar um banco de dados para a divulgação das equipes femininas. Contamos com a sua colaboração!


Continue lendo...

26 de jun de 2012

Festa JULINA do Band

O clima de festa junina se extende até julho. Pelo menos no Bandeirantes Rugby Clube sim!!! Dia 17 de julho, no Band Arena (em frente ao hospital Dante Pazzanese), acontecerá a Festa Julina do time. Como toda boa festa da época, haverá brincadeiras, comidas e bebidas típicas e quadrilha. O melhor de tudo? Entrada gratuita!

Quem estiver em São Paulo, apareça e leve a família!

O Band é conhecido também pelas festinhas legais e sempre por fazer atividades fora de campo. Domingo fizeram um piquenique das categorias de base no Ibirapuera. Isso só ajuda a estreitar os laços entre os jogadores! O Band é uma grande família!


Siga o Rugby de Calcinha no twitter @rugbydecalcinha 
Continue lendo...

25 de jun de 2012

"Cuidado e Compromisso - comigo e com o outro".


A Associação Hurra! em conjunto com a Secretaria Municipal de Educação de São Paulo promoveu neste último domingo a 3ª edição do Festival Esportivo e de Convívio Hurra!, que uniu rugby, cidadania e ações preventivas que buscam a saúde bucal das crianças.


O local escolhido foi o único campo público de rugby do Brasil, a Arena Paulista, localizado no bairro Tatuapé da capital paulista. Ele foi pequeno para as quase 14 mil crianças que tiveram contato com a bola oval. Boa parte deles era de estudantes da rede CEU.

O Rugby de Calcinha sempre reforça a importância de crianças estarem em contato com o rugby pois o Brasil ainda não possui um número expressivo de futuros jogadores compondo as categorias de base. Sem contar que é sempre maravilhoso levar o esporte às comunidades mais carentes tendo em vista que o rugby é um desporto agregador, educador e cheio de valores para a vida fora do campo.

Logo, além de aprenderem a cuidar da saúde oral, também puderam aprender brincando o que é respeito, companheirismo e espírito de equipe. Tanto que esta terceira edição teve como título "Cuidado e Compromisso - comigo e com o outro".

O projeto Hurra! é, por enquanto, o único projeto de rugby com incentivo estadual. Além do apoio governamental, há dez novos parceiros que beneficiarão as edições do evento pela lei do Incentivo Fiscal. São elas Duratex, Eurofarma, Nestlé, Nextel, Nike, NS Inaladores, Riachuelo, Santher, TAM Jatos Executivos e Tilibra.

Foto de 2011, por ASCOM.


Siga o Rugby de Calcinha no twitter @rugbydecalcinha 
Continue lendo...

23 de jun de 2012

As novatas que queremos ter






Andei pensando sobre de onde surgiram a maioria das jogadoras de rugby, da onde vem a força, o fôlego, a disciplina e cheguei a uma conclusão: de outros esportes. A maioria das boas (aproximadamente 95%) e dedicadas rugbistas vieram de modalidades diferentes, em especial o judô.



Cheguei a essa conclusão observando meu time, e acho que deve ocorrer em outros lugares (me corrijam se eu estiver errada!). Quando se há o costume de praticar um desporto, principalmente quando este é iniciado na infância, a/o praticante fica condicionado pro resto da vida ao esporte, até mesmo após anos sem prática, voltando ao pique com uma velocidade maior que os sedentários crônicos.



E quando se junta dois esportes ao mesmo tempo, a sede de melhorar a técnica dos dois parece aumentar. É o caso do meu time: as mais disciplinadas, esforçadas, praticam outro esporte há pelo menos um ano direto. Entraram algumas novatas judocas (campeãs estaduais e nacionais e tal...) e me espantei com a qualidade delas. Carambaaaaa... tackles perfeitos (melhores que os meus de "veterana" =P), passes ótimos para um primeiro treino, e o fôlego?????? NOSSAAA!!!!



Estou muito feliz com as novatas, vieram pra arrebentar! Temos muito a ensinar e aprender com os novos esportes que podem ser imersos em um plano único. E é a minha dica: chamem pro time de vocês desportistas! Elas podem salvar seus times.









(E puxando a sardinha pro nosso estado, o Piauí, pra "fobar" que a gente tem a melhor judoca do Brasil e a 4ª no mundo, e muitas outras que seguem na busca de maior destaque na lista. Uma delas está no nosso time! uhuhuhu! Adversárias, here we gooooo!!! hahahahaha =P)
Continue lendo...

21 de jun de 2012

Considerações sobre o Super Sevens

Quem acompanha o Rugby de Calcinha no grupo do Facebook (mais de 800 usuários!), houve uma discussão lá sobre o Circuito Brasileiro de Rugby Sevens Feminino, o Super Sevens, que terá a primeira etapa de sua primeira edição agora, dia 30 de junho. Diversos aspectos foram abordados para que pudessemos analisar um pouco a esfera do rugby feminino nacional como um todo.

A proposta da CBRu é criar um campeonato todo voltado para nós, mulheres, com os seis melhores times do Brasil (escolhido pelos resultados do Campeonato Brasileiro de 7's, já contando as colocações de 2011) e alguns times convidados. Serão cinco etapas, uma por mês, tendo São José dos Campos, interior de São Paulo, como primeira arena de jogos.

O intuito do órgão máximo do rugby brasileiro é preparar e estimular as atletas da modalidade olímpica a se prepararem para os jogos de 2016, no Rio de Janeiro. Para isso, arcará com parte dos gastos dos times que, ainda com caixa pequeno, muitas vezes não competem por não conseguirem custear as viagens.

Os times participantes serãoSPAC (SP), Niterói (RJ), Desterro (SC), Charrua (RS), São José (SP) e Bandeirantes (SP), todos da parte sudeste/sul do país. Os primeiros times convidados serão Pasteur (SP), Usp (SP), BH Rugby (MG) e Urutau (PR).

Voltando à discussão do grupo, foi questionado o principal que incomoda: e quem está fora do eixo sul/sudeste? E o rugby nordestino? E quem está na região norte do país? Como são definidas (após reunirem as colocações do sevens nacional) as equipes convidadas? A CBRu não deu maiores esclarecimentos sobre isso.

Muitos defenderam a posição do órgão em "excluir" a parte norte do país devido o grande custo que é deslocar times e comissão técnica para campeonatos. Nosso país continental exclui mesmo quem tenta ingressar a elite do rugby. Também apontam a desorganização dos times, que agem de forma amadora, sem filiação à CBRu.

O porém é: já existe um campeonato feminino organizado na região. O Circuito Feminino Nordestino de Rugby Sevens está na sua terceira edição, totalmente independente. Ou seja, há organização sim entre os estados. Ainda que a maioria dos times (inclusive masculinos) não sejam afiliados. Aliás, é óbvio que os times querem ser regularizados na federação. O problema está nos altos custos cobrados pela CBRu e na atual falta de diálogo entre organizações.

Por que não é do interesse da instituição aprimorar outros times fora da área já tão batida? Tudo bem, é compreensível a parte financeira, mas e a parte institucional? Por que não tentar ajudar já que é notória a vontade de crescer lá também? As meninas do nordeste e norte também querem ser da seleção, também querem competir e aprimorar a qualidade técnica em cada try, tackle e hand off nas jogadoras sudestinas e sulistas mais experientes. E também, se elas quiserem realmente crescer, que busquem maior diálogo e aproximação para regulamentação dos times. É insistindo, organizando, trabalhando para isso que talvez dê certo colocar representantes de outras regiões no Super Sevens.

"CBRU, olhai por nós!"

Mais informações sobre o Super Sevens, clique aqui.


Siga o Rugby de Calcinha no twitter @rugbydecalcinha 
Continue lendo...

18 de jun de 2012

Casóóóório no rugby! \õ//

Fotos: g1.com
Claro que no rugby tem em seus princípios o amor pelo esporte e como não poderia faltar o AMOR DENTRO DO ESPORTE! kkkkk sim sim sim saiu uma matéria do pedido de casamento da Rosimari para o Fernando que interrompeu o treino do namorado em Estrela no Vale do Taquari para pedir o seu gatcheeeeeeeenho em casório! E se ele não aceitasse levava um tackle, kkkkk... Essa é das minhas! PARABÉNS ROSIMARI E FERNANDO!!!! Vamos ver a matéria, bast clicar no link: Globo.com RS.


 Fotos: g1.com
 Fotos: g1.com
 Fotos: g1.com
 Fotos: g1.com
Fotos: g1.com 

Bjokas meus amores!!!

Siga o Rugby de Calcinha no twitter @rugbydecalcinha 
Continue lendo...

Próximo encontro de Rugby XV Feminino é adiado

Por conta de imprevistos e incompatibilidade de agenda da comissão técnica, o próximo encontro de rugby XV feminino (que aconteceria no próximo domingo, dia 24) terá que ser adiado. A data da seguinte, 15 de julho, a princípio se mantém.

 Peço desculpas por qualquer inconveniente e agradeço pela compreensão de todas.

Atenciosamente,

Marjorie Enya
Departamento Feminino
Federação Paulista de Rugby


Siga o Rugby de Calcinha no twitter @rugbydecalcinha 
Continue lendo...

15 de jun de 2012

III Etapa do Circuito Paulista de Rugby Feminino


A cidade de São José dos Campos recebe a terceira etapa do Circuito Paulista feminino nesse domingo, a partir das 9h no Teatrão, que no sábado, recebe São José e Rio Branco pelo Paulista A e mais dois jogos nas categorias de base.


O grande atrativo da etapa será o desempate entre SPAC e Bandeirantes. As equipes chegam empatadas com 44 pontos (o SPAC leva vantagem no saldo de tries) e somente uma sairá líder depois dessa rodada. O equilíbrio se estende às demais equipes. As anfitriãs, em terceiro lugar, encontraram um novo rival. As meninas do Rio Branco fizeram uma partida impecável, com direito a drop goal e tomaram o pódio da última etapa das joseenses, que ainda se mantem com 34 pontos, 6 a mais que o Rio Branco, que tem 28. Nessa posição, segue empatada com a USP e Pasteur.


As francesas, rebaixadas para a segunda divisão na etapa em que sediou, ganharam nova oportunidade para se superar, pois o Jacareí decidiu jogar novamente a segunda divisão, ao invés de disputar a elite.

Mais uma vez as categorias de base serão representadas por três equipes na etapa. Jacareí, São José e Tornados. A grande ausência é a equipe do Rugby para Todos, os Leões de Paraisópolis, que vem ganhando fãs a cada etapa, fazendo bonito contra seus adversários.


Destaque para a arbitragem, que terá um trio fluminense, com a presença do experiente Henrique Platais, além de Clayton Vaneli e Marcel Santos. Ambos atuarão no dia anterior também.




Grupos da Terceira etapa 


Primeira divisão: Bandeirantes, SPAC, Rio Branco, São José, USP e Pasteur*

Segunda divisão: SPAC B, Jacareí* e Tornados

Júnior: São José, Jacareí e Tornados

obs.: de acordo com o regulamento, o último colocado da etapa anterior (Pasteur) é rebaixado para a segunda divisão, enquanto que o vencedor da divisão inferior, desde que não seja um time de mesmo clube já disputando a primeira divisão (Jacareí). No entanto, segundo solicitado pelos dirigentes do time do interior paulista, a equipe deverá jogar novamente a segunda divisão.



Classificação:

1 - SPAC - 44 pontos

2 - Bandeirantes - 44 pontos

3 - São José - 34 pontos

4 - USP - 28 pontos

5 - Rio Branco - 28 pontos

6 - Pasteur - 28 pontos

7 - Tornados - 16 pontos

8 - Indaiá - 12 pontos

9 - Jacareí - 10 pontos

10 - SPAC B - 0 pontos*


* por ter representante na primeira divisão, o segundo time não pontua.

Data: 17/06/2012
Hora: 9h - 18h
Local: Teatrão - Rua Ricardo Edwards 95, Vila Industrial - São José dos Campos

Fonte: Portal do Rugby 


Siga o Rugby de Calcinha no twitter @rugbydecalcinha 
Continue lendo...

14 de jun de 2012

Rugby na Virada 2012: dias 30 de junho e 1o de Julho


Nos dias 30 de Junho e 1o de Julho acontecerá mais uma vez a Virada Esportiva de São Paulo (https://www.facebook.com/events/361117473924126/), que vai para sua 6a Edição, promovida pela Prefeitura de São Paulo. E o Instituto Rugby Para Todos, numa parceria duradoura com a secretaria de Esportes do Município de São Paulo, vai para a 6a edição do evento “Rugby na Virada Esportiva”, que aconteceu pela primeira vez em 2007, no CE Edson Arantes do Nascimento. Desde 2009 o evento cresceu e passou a ser realizado no Parque Villa Lobos, com estrutura excelente para receber o Torneio de Beach Rugby e o Festival de Categorias de Base Rugby Para Todos.
No dia 30 de junho acontecerá o Torneio Beach Rugby na Virada. Times adultos, masculinos e femininos, jogarão durante todo o dia sobre a areia, na modalidade Beach Rugby.
 Já no domingo, dia 1o de Julho, é a vez da criançada, que terá a disposição um campo oficial e um outro com as medidas para as categorias Menores de 10 e Menores de 12 anos, ambos gramados, dentro do Parque Villa Lobos. Equipes com mini jogadores de 7 a 14 anos jogam num ambiente festivo, sem uma classificação final, mas sempre apresentando muita vontade e um ótimo nível técnico. Nas categorias Menores de 16 anos Masculina e Menores de 18 anos Feminina, os jogos são disputados dentro de um regulamento que prevê uma classificação final, para que se iniciem nas competições. Estes jogos serão disputados de acordo com o Regulamento do Circuito Paulista de Rugby de Categorias de Base 2012, do qual o evento Rugby na Virada faz parte, como 4a etapa.
 Clínica Viva o Rugby!
Profissionais qualificados do Instituto estarão em ambos os dias, das 10h as 16h, atendendo gratuitamente interessados em aprender um pouco sobre regras e fundamentos básicos do Rugby, que é, atualmente, uma das modalidades que mais crescem em todo o mundo, especialmente no Brasil, que sediará a volta deste esporte aos Jogos Olímpicos, em 2016. Não é preciso se inscrever previamente para a clínica. Basta comparecer ao local do evento e participar!
 Inscrições Gratuitas
As inscrições são gratuitas – como em todos os eventos do Instituto Rugby Para Todos – e os participantes receberão alimentação. O Parque Villa Lobos ainda é dotado de uma área de alimentação em sua entrada principal e outras lanchonetes dentro, onde os participantes poderão encontrar bebidas e comidas.
Para inscrever seu time no Torneio Beach Rugby na Virada, envie um email para rugbynavirada@gmail.com com a lista de jogadores(as) (nome e RG). As equipes interessadas serão orientadas a fazer um depósito de R$ 100, como uma taxa simbólica de compromisso, que será devolvida no dia do evento (cada equipe poderá optar em doar esta ou qualquer outra quantia para a Campanha Rugby Para Todos)
O Regulamento do Torneio Beach Rugby na Virada será enviado para os interessados que entrarem em contato via e-mail (rugbynavirada@gmail.com)
Para inscrever times no Festival de Categorias de Base, envie email com nome , RG e data de nascimento dos jogadores(as) em cada categoria para rugbynavirada@gmail.com (Categorias: M10, M12, M14 mistos, M16 masculino M18 Feminino)
Obs: o Regulamento do Festival será enviado para os interessados que entrarem em contato via e-mail (rugbynavirada@gmail.com).
 Em ambos os dias, teremos um posto de coleta de roupas, brinquedos e artigos esportivos (somente itens novos ou semi-novos) que são distribuidos aos nossos alunos ao final de cada semestre, através da Lojinha Rugby Para Todos, onde cada um tem a oportunidade de adquir “produtos” com os pontos acumulados no período, de acordo com presença e comportamento nas atividades do projeto.
Será uma grande satisfação rebecer você e sua equipe para mais essa celebração do esporte e do Rugby!
 Até lá!
Equipe Rugby Para Todos.



Siga o Rugby de Calcinha no twitter @rugbydecalcinha 
Continue lendo...

Meninas usam uniforme masculino para jogar rugby em Campo Grande

Por globoesporte.com
Campo Grande

Equipe feminina do Campo Grande Rugby Clube ainda está em processo de formação e busca maior experiência participando de torneios regionais



Uniforme largo favorece interceptação adversária, dizem atletas (Foto: Leandro Abreu)
Uniforme largo favorece interceptação adversária,
dizem atletas (Foto: Leandro Abreu)
No consultório, a fisioterapeuta Gabriela Saldanha não dispensa os cuidados com a beleza, como maquiagem e perfume. Mas quando ela veste o bracelete de capitã e entra em campo para defender o Campo Grande Rugby Clube, a delicadeza feminina fica no banco de reservas. E a jogadora nem se importa em usar o uniforme do time masculino nas partidas.
- Esse tecido é muito pesado. Claro que a gente gostaria de usar uma cor mais bonita, um tecido mais leve, mas é o que tem.
Gabriela comanda o time feminino de rugby do Campo Grande, criado há um ano e que conta com 10 atletas. A equipe participou este ano de um torneio com adversários da região Centro-Oeste e conquistou o quarto lugar. Mas o foco inicial, segundo a treinadora Lívia Silva Borges, não é a conquista de títulos, mas sim, ganhar experiência e formar o elenco.
- Vamos fazer mais um jogo nesse semestre e depois nós planejamos fomentar o time dentro do estado. No segundo semestre, pretendemos participar de um torneio nacional em São Paulo. Nossa expectativa para esse ano não é fazer resultados, nem ganhar campeonatos. Nosso plano é formar um time bom, ter bastante jogadoras e obter experiência, principalmente.
No rugby, vantagem física pode ser anulada com técnica adequada (Foto: Leandro Abreu)

No rugby, vantagem física pode ser anulada com
a técnica adequada (Foto: Leandro Abreu)
O ritmo de preparação para encarar os adversários é forte. Elas se reúnem pelo menos três vezes por semana para fazer treinamentos físicos e táticos. Embora o rugby seja um esporte de muito contato corporal e força bruta, a técnica correta pode anular a vantagem das atletas com porte físico avantajado sobre as franzinas.
- Como sou mais magrinha, tenho que fugir das prensadas entrando de ombros fechados nas jogadas. As prensadas são duras, por isso é preciso ter bastante técnica - diz a jogadora Ana Cristina Melo.
Fora das quatro linhas, a amizade prevalece entre as jogadoras do Campo Grande Rugby Clube (Foto: Leandro Abreu)Fora das quatro linhas, a amizade prevalece entre as jogadoras do Campo Grande (Foto: Leandro Abreu)



Siga o Rugby de Calcinha no twitter @rugbydecalcinha 
Continue lendo...

13 de jun de 2012

Recife Rugby Club vence a Copa Brasil Central

Nesse último sábado aconteceu em Brasília a I Copa Brasil Central de Rugby Sevens Feminino.

Participaram as equipes do Recife RC, Goianos RC, Brasília Rugby, Campo Grande RC e Mutucas Gurupi. A equipe do Cuiabá não pode comparecer ao evento como divulgado.

Daniel (Mutuca), Bia (Brasília), Lays (Goianos), Gabriela (Campo Grande) e Renata (Recife)
A equipe do Recife Rugby Club, que foi convidada, venceu o torneio e ainda levou para casa o prêmio da melhor jogadora, que foi para Giliane Souza. Além disso, 4 das 5 maiores pontuadoras eram da equipe pernambucana.




Já no domingo todas as equipes participaram de uma oficina de XV comandada pelos treinadores Mirco Folli (Recife Rugby), Marco (Goianos), José Pestana, Cedric e Diego (Brasília) no campo da UNB.


Oficina de XV

Treinadores

FOTOS DO TORNEIO

Parabéns a organização e a todos que participaram desse belo evento.



Siga o Rugby de Calcinha no twitter @rugbydecalcinha 
Continue lendo...

7 de jun de 2012

Pedido de casamento "atrapalha" treino de rugby no RS

Entrando já no clima do dia dos namorados, hoje vamos mostrar a história do casal


Siga o Rugby de Calcinha no twitter @rugbydecalcinha 
Continue lendo...

3 de jun de 2012

Copa Brasil Central Rugby Sevens Feminino 2012



As meninas da região central do Brasil não estão brincando em serviço e no próximo final de semana acontecerá a COPA BRASIL CENTRAL RUGBY FEMININO 2012. A competição contará com a participação de seis times, dentre eles o time convidado Recife Rugby Clube (PE) da região Nordeste. A copa acontecerá no próximo sábado, 09.06, a partir das 09:00 horas no estádio Augustinho Lima, em Sobradinho/DF. E GERAL DO BRASÍLIA E REGIÃO estão convidados para verem essas meninas darem show e mostrarem a força do rugby da região central! PARABÉNS AS MENINAS DA REGIÃO CENTRAL pela realização da competição, contém sempre com o RDC que é espaço de todas que fazem algo pelo rugby feminino e abaixo tem a lista dos times que estarão presentes:

Brasília Rugby (DF)
Goianos Rugby Clube (GO)
Campo Grande Rugby Clube (MS)
Cuiabá Rugby (MT)
Mutuca Gurupi (TO)
Recife Rugby Clube (PE)

aaAAAaaAaaaAaaaAAAaAAAaAAAAaaaaaAAAaaaaa simmmmmmmmmmmmmm to super feliz, noooooossa gente a cada dia que passa mais e mais times e competições feminina estão nascendo e crescendo no Brasil! To chorando de emoção aquiiiiii  *_____*

#RUGBYFEMININOBRASIL   uhuuuuuu  \õ//

Bjokas a todooooos! uma excelente semana  ^-~


Siga o Rugby de Calcinha no twitter @rugbydecalcinha 
Continue lendo...

30 de mai de 2012

Um mês para o início do Super Sevens - Circuito Brasileiro de Rugby Sevens Feminino

Primeira etapa será em São José dos Campos, interior de São Paulo. Iniciativa auxilia crescimento das equipes e atletas nacionais

Foto: Mário Henrique
São Paulo (SP) - O Super Sevens - Circuito Brasileiro de Rugby Sevens Feminino começa em exatamente um mês. O evento exclusivo para as mulheres terá cinco etapas, uma por mês. A primeira está marcada para a cidade de São José dos Campos, no interior de São Paulo, nos dias 30 de junho e 1º de julho. Participarão da competição as seis primeiras colocadas no Brasil Sevens 2011 (Campeonato Brasileiro de Rugby Sevens), além de outras quatro equipes convidadas pela Confederação Brasileira de Rugby (CBRu) e a federação estadual local.

"O Circuito fomenta a competição de alto nível e que coloca em igualdade de condições todas as equipes. É um torneio que faltava em nosso calendário esportivo", afirma Carlos Eduardo Davoli, gerente de Marketing e Torneios da CBRu.

A proposta foi bastante comemorada por jogadoras, técnicos e fãs da modalidade. As vantagens vão desde o lado financeiro, já que parte dos custos do evento e dos clubes participantes serão cobertos pela CBRu, até a multiplicação de torneios e jogos em território nacional.

"A competição é o objetivo final de todo o atleta. Não basta termos mais praticantes se estas novas atletas pouco ou nada jogarem. Quanto mais e melhores competições tivermos, mais ganhamos em quantidade e qualidade de atletas competindo no país", explica João Nogueira, manager da seleção brasileira feminina de rugby.

Nogueira ressalta ainda que o Super Sevens também irá contribuir para o desenvolvimento da seleção nacional, já que aumento no número de torneios disputados pelas atletas amplia a competitividade das jogadoras. "Certamente serão eventos nos quais poderemos observar atletas novas e veteranas, e verificar a evolução técnica e física de jogadoras e de clubes", revela.

O Super Sevens será disputado inicialmente pelas equipes pré-classificadas do SPAC (SP), Niterói (RJ), Desterro (SC), Charrua (RS), São José (SP) e Bandeirantes (SP). Cada equipe poderá inscrever até 10 atletas em cada etapa. O calendário será:

São José dos Campos (SP) - 30 de Junho e 1º de Julho
Organizador: São José Rugby Clube - Federação Paulista de Rugby

Porto Alegre (RS) - 28 e 29 de Julho de 2012
Organizador: Charrua Rugby Clube - Federação Gaúcha de Rugby

Niterói (RJ) - 18 e 19 de Agosto de 2012
Organizador: Niterói Rugby Football Clube - Federação Fluminense de Rugby

Florianópolis (SC) - 22 e 23 de Setembro de 2012
Organizador: Desterro Rugby - Federação Catarinense de Rugby

São Paulo (SP) - 20 e 21 de Outubro de 2012
Organizador: São Paulo Athletic Club (SPAC) - Federação Paulista de Rugby

Formato da disputa - As equipes serão divididas em dois grupos, observada a seguinte ordem de classificação:

Grupo A: 1, 4, 6, 7, 10
Grupo B: 2, 3, 5, 8, 9

Na fase de classificação todas as equipes jogam entre si dentro dos grupos. As duas equipes melhores colocadas de cada grupo fazem as semifinais da Taça de Ouro. As equipes colocadas em 3º e 4º de cada grupo fazem as semifinais da Taça de Prata. As últimas colocadas de cada grupo fazem a final da Taça de Bronze.

Todos os jogos serão disputados em dois tempos de sete minutos com dois minutos de intervalo, com exceção da final da Taça de Ouro, que terá dois tempos de 10 minutos com três minutos de intervalo.

A classificação geral do Super Sevens será determinada de acordo com a pontuação somada ao longo das cinco etapas. As equipes convidadas para participar em uma ou mais etapas não competirão na classificação geral do Super Sevens.

A Confederação Brasileira de Rugby (CBRu) possui patrocinadores de relevância no País: Topper, Bradesco, Heineken, JAC Motors, Deloitte e Terapêutica. Também participam o Grupo CCR como Incentivador e as empresas Cultura Inglesa, Companhia Athlética, Cremer, BR Properties e Travel Ace Assistance como Parceiros. O rugby é o segundo esporte mais praticado no mundo, têm 5 milhões de jogadores e está presente em 120 países. No Brasil, são mais de 100 mil seguidores, mais de 200 agremiações esportivas e 10 mil atletas registrados, números que, somados à volta da modalidade ao programa olímpico nos Jogos do Rio 2016, fizeram a International Rugby Board (Federação Internacional de Rugby) eleger o Brasil como prioridade estratégica de investimento.

Mais informações no site: www.brasilrugby.com.br

Siga o Rugby de Calcinha no twitter @rugbydecalcinha 
Continue lendo...

26 de mai de 2012

Calcinha de molho NUNCA MAAAAAAAAAAIS! \o/ - PARTE II





Parece que foi ontem que eu estava na casa da Teresa procurando blogs e sites sobre rugby feminino no Brasil e nada de encontrar muitas coisas hehehe... bem pra quem não sabe o RUGBY DE CALCINHA surgiu assim em um papo entre duas amigas chateadas de tanto procurar o que não achava na net! hehehehe


E o nome? Noooooossa recordo perfeitamente a Teresa dizendo: "calcinha? naaaam parece pornografico" kkkkkkk e eu: "curica a primeira coisa que vem a mente quando se fala em calcinha é mulher, feminilidade..." kkkkk


E o VARAL DE CALCINHA COM O "H" kkkk isso foi ideia da Teresaaaaa claaaaaaaaro!!! kkkkk
Nossa tantas lembranças maravilhosas já vivemos com esse blog, quantas pessoas já nos ajudaram a chegar onde o RDC esta hoje: Karlla, Rouget, Maraisa, Mauricio Migliano, Rachel, Mauricio Carli, Blog do Rugby, Soul Rugby... e sem contar com quem ainda esta aqui fazendo a diferença: Renatinha, Vanessa, Rê Martinez, Marjorie. Eu não tenho nem palavras pra agradecer por TUDO e principalmente a minha AMIGA que sempre abraça as ideias malucas Teresa Raquel, curica sem você esse blog não teria tanta vida! E claroooooooo sem esquecer de cada pessoa que já entrou e continua entrando no blog, lendo as notícias (mesmo que fofocas ou bobagens pra os homens hehehehe), mandando matérias, que estão no orkut (SIM COMEÇAMOS NO ORKUT E SEMPRE AGRADEÇO PELA EXISTÊNCIA DELE, VALEEEEU ORKUT), que estão no facebook, no tiwtter... enfim a você que tá ai do outro lado da tela, MUITÍSSIMO OBRIGADA POR TORNAR ESSA BRINCADEIRA ALGO MAIS SÉRIO PARA A MINHA VIDA... E PARA O RUGBY!

SINCERAMENTE MUITO OBRIGADA!!! E continuem acessando, lendo, mandando qualquer coisa para nós! hehehe


Ps.: DESCULPA SE EU ESQUECI ALGUÉM!! =d


E agora para fehar o nosso primeiro post (aiiiim que vergonhaaaaaa kkkkkk) com o título nada mais justo que:


"Calcinha de molho NUNCA MAAAAAAAAAAIS! \o/


"Oiii, nós somos o RUGBY DE CALCINHA!!!! Aqui iremos falar da versão cor-de-rosa do esporte que muita gente considera "violento" mas o qual a gente tira de letra! Comentários sobre o esporte, dicas valiosas como "a melhor maneira de esconder aquele hematoma do jogo de domingo" e, claro, outras cositas interessantes que o esporte proporciona como jogadores fabulosos! hahahahaha! Mande sua sugestão de vídeos, fotos, links, sites pra gente comentar! Nosso blog será como um diário, contando coisas, desabafando problemas e compartilhando idéias. O blog é para todas as amantes, jogadoras e claro: para os amantes das amantes e jogadoras!!!! SEJAM BEM VINDAS! Beijoooos :* "




beijokaaaaaaaas a todos ass.: Annajô Mauriz

Siga o Rugby de Calcinha no twitter @rugbydecalcinha 
Continue lendo...

23 de mai de 2012

I Clínica FPR de Rugby XV Feminino

I Clínica XV Feminino 2012

No último domingo (20/05) foi realizada em São Bernardo do Campo a I Clínica de Rugby XV Feminino 2012, realizada pelo departamento feminino da Federação Paulista de Rugby sob organização do Templários Rugby Clube. O evento contou ainda com o apoio do Pasteur, do SPAC e da CBRu.

Envolvendo meninas com todos os níveis de experiência, a Clínica reuniu cerca de 60 jogadoras, do interior, da capital e até mesmo de fora do estado. A programação do dia dividiu-se entre sessões práticas e teóricas, focadas em aspectos primordiais iniciais que se apresentaram como um primeiro contato aprofundado com uma parte pontual do rugby de XV, e não como um panorama geral e superficial. A proposta é que este tenha sido o primeiro de uma série de 4 encontros que ocorrerão até agosto, e que poderão então apresentar progressivamente os aspectos pertinentes ao rugby de XV dentro da categoria feminino, que ainda não pratica largamente a modalidade no país. O foco desde primeiro encontro centrou-se nos tipos de saída de jogo e posicionamento inicial dentro de campo, além de outras formas de organização similares àquelas do rugby sevens.

A comissão técnica foi formada por Maurício Migliano, Flávio Santos (ambos former coaches da Seleção Brasileira de Rugby Feminino), Youssef Driss, coach do SPAC Feminino, e Fernando Foresti, coach do Pasteur Feminino. Após uma breve exposição teórica coordenada por Flávio Santos, as meninas foram divididas entre Forwards e jogadoras de linha para treinar formações específicas, chute e recepção de saída e algumas sequências dinâmicas de jogada. Durante as sessões práticas, as jogadoras foram individualmente analisadas para que a comissão técnica tivesse um melhor conhecimento de quem é o plantel disponível hoje no estado de São Paulo.

Após o almoço, ao final das atividades, as jogadoras foram divididas em três equipes para simulações de jogos de quinze minutos, ainda sem formações fixas neste primeiro encontro. A despeito do desnível técnico entre a grande diversidade de meninas que compareceram ao evento, foi possível perceber que o bom andamento dos jogos se deu em grande parte graças ao apoio apresentado pelas atletas mais experientes, que souberam muito bem conduzir as jogadoras menos experientes no desenrolar do jogo. Essa forma de apoio e aprendizado dentro de campo é certamente muito enriquecedora para jogadoras de equipes ainda em processo de consolidação.

Em breve, será divulgado um calendário com as datas dos próximos três encontros, ao final dos quais pretende-se formar uma ou duas equipes paulistas de rugby XV feminino, um primeiro passo para fomentar e incentivar a prática desta modalidade também por essa categoria. Está sendo estabelecido contato com federações de outros estados para tentar viabilizar partidas inter-regionais até o final deste ano.

Nota do departamento feminino da FPR: Ainda que o rugby sevens - enquanto modalidade olímpica - seja prioridade de desenvolvimento, não se deve descartar a necessidade e as oportunidades de desenvolver o rugby de XV também para o feminino. Essencialmente, os valores são os mesmos; e o rugby de XV apresenta-se ainda como uma modalidade mais democrática na abrangência dos perfis de jogadoras, além de estimular a formação de grupos mais numerosos de jogadoras por contemplar um número maior de atletas em uma única partida. Evidentemente, os desafios são muitos; mas o planejamento deste ano para o rugby feminino paulista está centrado na promoção de eventos que sejam oportunidades de integração e crescimento sobretudo para equipes que até o momento foram pouco contempladas por competições regionais oficiais. Para que tudo isso seja possível, no entanto, é fundamental contar com o apoio e envolvimento do maior número possível de praticantes: eventos como a clínica do último domingo ou o próprio circuito paulista de rugby sevens feminino são acontecimentos justificados somente através da presença e demonstração de interesse por parte das praticantes... e cabe ao coletivo continuar a fazer deste um primeiro passo real de desenvolvimento, e não um acontecimento isolado.


Escrito por: Elisa Domingues e Isadora Szklo - Rugby FFLCH-USP

Fonte: Portal do Rugby

Siga o Rugby de Calcinha no twitter @rugbydecalcinha 
Continue lendo...

22 de mai de 2012

Copa Brasil Central de Rugby

Por Lambrine Pereira Mortate

Neste fim de semana foi realizada a segunda rodada da Copa Brasil Central de Rugby, também conhecida como Pequi Nations. 

Os Goianos receberam o Cuiabá na cidade de Goiânia, onde venceram por 40 a 5. No mesmo dia aconteceram dois amistosos entre os times femininos. 

Resultados:
Goianos 55 x 00 Cuiabá A
UFG Rugby 12 x 00 Cuiabá B

Foram importantes resultados para os clubes femininos de Goiás. O UFG Rugby Clube com apenas 7 meses de criação já vem colhendo bons resultados. Os Goianos Rugby Clube vão a Brasília em 9 e 10 de Junho disputar a primeira edição da Copa Brasil Central de Rugby Seven Feminino, juntamente com outras cinco equipes, são elas: 

Brasília Rugby Clube
Mutuca Rugby de Gurupi
Recife Rugby Club
Cuiabá Rugby Clube
Campo Grande Rugby Clube





Siga o Rugby de Calcinha no twitter @rugbydecalcinha 
Continue lendo...

21 de mai de 2012

Rugbi também é coisa de mulher no RN

Riane Brito
Da Redação do Potiguar Notícias


O rugby ou rúgbi é um esporte em que os seus jogadores passam a bola oval com as mãos e buscam alcançar a linha de fundo, para impedir que os jogadores do time adversário tentem derrubar no chão aquele que estiver com a bola. Quando não conseguem parar o adversário, os torcedores gritam “tryyyy” ao invés do popular “gooool”. À primeira vista, o rugby parece um jogo violento no qual os rugbiers, como são chamados, apenas se empurram e jogam uns aos outros no chão, mas, diferente do que se pensa, o rugby é um jogo coletivo, em que se vê é baseado no respeito e cumplicidade entre os praticantes.

A tradição esportiva demorou a se espalhar pelo Brasil, concentrando-se nas regiões sul e sudeste. Os primeiros clubes do nordeste, por exemplo, datam da segunda metade da primeira década dos anos 2000. Felizmente, a perspectiva é de que esse cenário mude até a volta da modalidade aos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012. A Delloite, que presta consultoria empresarial, realizou recente pesquisa que detectou o rugby como o esporte que mais cresce no Brasil, seguido das artes marciais, devendo ser alvo de investimentos nos próximos anos.

O esporte é originário da Inglaterra e existe oficialmente desde 1863, mas só chegou às terras potiguares em 2005, quando foi criado o Potiguar Rugby Club e, um ano depois, foi fundado o Potiguar Rugby Clube Feminino e compartilhavam o campo e os treinos com os marmanjos. Na época, o time encarou muitas caras feias, uma vez que as pessoas costumam ver com olhos preconceituosos mulheres que praticam esportes os quais os homens dominam como o futebol e o rugby. As dificuldade em encontrar praticantes e patrocínio extinguiram o time feminino no fim de 2009.

 Em 2011, recriado o time feminino e retomando as atividades, fazendo excelente temporada, impulsionou a procura por mais praticantes no Estado. A capitã do time Maíra Leal, em entrevista ao PN, disse que o rugby não é só um esporte, é um estilo de vida: “Para praticá-lo, são necessárias jogadoras de todos os biotipos: altas e baixas, gordas e magras, velozes e lentas. Tem sempre um lugar para quem quiser jogar. Além disso, por se tratar de um esporte amador, é perfeito para quem se sente um pouco abandonada na prática esportiva quando deixa a universidade. No mundo inteiro, mulheres de várias idades praticam rugby” disse.


NOVA FASE

Este ano o rugby potiguar feminino enfrenta uma nova fase, com um bom número de atletas treinando, e disputa o circuito feminino de rugby que segue na sua segunda edição. A primeira etapa foi disputada recentemente em Recife onde o time alcançou bons resultados “Não fomos a surpresa do campeonato, o Mandacaru de Maceió, certamente levou esse título. Não fomos dessa vez o time menos experiente. Esse título é certamente do time de Salvador. Não fomos o melhor time, o Recife é certamente o time de rugby feminino mais desenvolvido da Região Nordeste. Não disputamos o primeiro lugar e mostramos que brigamos pelo título, como Teresina. Não fomos as meninas mais novas com um futuro brilhante pela frente, como as meninas do time B do Recife foram. Fomos nós. Pela primeira vez, com todas as dificuldades, com os bons e os maus momentos, com coragem. Nessa etapa, fomos  depois de muito tempo, um time. Dividimos responsabilidades, conquistas e temos muitas histórias pra contar. Rimos e choramos. Jogamos menos do gostaríamos e queremos mais. Mal podemos esperar a segunda etapa” disse a capitã.

Agora com o olhar para o futuro as jogadoras partem em julho para o Piauí, onde será realizado a segunda etapa do circuito feminino de rugby e lançaram a campanha “Ei, ajuda a gente ir pro Piauí!” e estão desenvolvendo atividades para arrecadar dinheiro. Tudo vale: vender rifas e camisetas, correr atrás de patrocínio e até fazer barraquinha de bebida em festas. “Temos orgulho do nosso trabalho, do que conquistamos, pode não ser nada nos olhos dos outros, mas somos um time. A cada vez que tenho um treino com time completo, ou um jogo, sinto que uma parte do sonho se realiza. Quero mais, quero ter um time competitivo para o próximo NE 7’s, quero realizar jogos femininos em Natal, quero montar uma escolinha de rugby na comunidade onde vivo e vou realizar cada um desses sonhos com a ajuda das minhas companheiras de time.”,  afirmou.

Siga o Rugby de Calcinha no twitter @rugbydecalcinha 
Continue lendo...

20 de mai de 2012

Times do Brasil: Iguanas UNIP Rugby





E mais um time feminino de rugby no Brasil esta começando a bater asas e voar. Vamos dar boas vindas ao IGUANAS UNIP RUGBY. A Aline Selvini contou para nós que elas começaram o time em agosto  do ano passado e aos poucos estão se erguendo e ganhando experiência como aconteceu no último dia 05 de maio quando elas participaram de um Treino/Jogo no Rio Branco (é isso ai a ajuda e união de todos fazem as coisas andarem mais rápido e melhor, vlw Rio Branco Rugby ^-~).

E elas estão convidando a todas as meninas da UNIP ou não que estão querendo começar a jogar rugby para começarem a treinar e se unir a família Iguanas... e então meninas de sampa o que estão esperando?!?!? 



E para quem se interessou segue abaixo o link da Fan Page do Iguanas UNIP Rugby no facebook:



Os treinos acontecem:

Horário do treino: Apenas aos sábados das 12hrs às 14hrs.
Local: Parque do Ibirapuera, próximo do portão 6 e da praça do Porco.

Tel: (11) 5797-9170 = Aline
      (11) 8211-0310 = Amanda Capitã
      (11) 7312-4011 = Jorge Profeta Treinador


Zilõõõões de bjokas a todos e para a Aline Selvini que nos contou um pouco das Iguanas (amei esse nomeeeee sééérrio! *-*)



Siga o Rugby de Calcinha no twitter @rugbydecalcinha 
Continue lendo...

Arquivos

 

Rugby de Calcinha Copyright © 2009 Rugby de Calcinha