31 de jan de 2012

Tatuapé Rugby procura treinador

O Tatuapé Rugby está a procura de um técnico para Feminino e Juvenil.


Este ano eles querem elevar o nível de seus jogadores e procuram um técnico com conhecimento no esporte, com cursos devidos e, de preferência, formado em Educação Física.

Aqui no Brasil não é muito comum termos treinadoras, mas, quem sabe isto não muda!!
Temos muitos exemplos mundiais a seguir!

Contatos para os interessados e interessadas:
contato@tatuaperugby.com.br

Boa sorte neste ano Tatuapé!!!







Siga o Rugby de Calcinha no twitter @rugbydecalcinha
Continue lendo...

SPAC Feminino : Nova Categoria

M18 Feminino: A preocupação do time adulto feminino do SPAC

com o futuro do Rugby Feminino no Brasil.


A partir do dia 14 de fevereiro de 2012, as meninas do SPAC recebem meninas menores de 18 anos para fazerem parte do rugby no clube inglês.

As veteranas se preocupam com o futuro do esporte e se organizaram este ano pra ensinarem o que sabem as futuras jogadoras de Rugby do Brasil.

Elas esperam, também, que isto influencie nas outras categorias: Juvenil, adulto feminino e masculino, aumentando ainda mais a família SPACiana (spaquiana)!

Contatos do SPAC Rugby Clube:

Time Feminino adulto e juvenil
spacfeminino@gmail.com

Time masculino adulto e juvenil
spacrugby@yahoogrupos.com.br

Elas lembram:
"Basta querer! Você aprende com o tempo. Dedicação é a palavra chave!"

Venha conhecer o SPAC Rugby Clube:

Av. Atlântica, 1.448 - Capela do Socorro - SP
(antiga Av. Robert Kennedy)







Siga o Rugby de Calcinha no twitter @rugbydecalcinha
Continue lendo...

30 de jan de 2012

Curso de arbitragem IRB Nível I

A Federação Paulista de Rugby organizará seu primeiro curso de arbitragem IRB Nível I de 2012, aberto a todos os interessados.

Abaixo seguem maiores informações sobre o curso:

As vagas serão por ordem de depósito na conta da FPR. Caso seja feito o depósito mas as vagas tenham se esgotado, o valor será devolvido, por isso assim que o depósito for feito, enviar e-mail para secretaria@fprugby.org.br com cópia para arbitragem@fprugby.org.br

Todos os participantes devem enviar seus dados completos, comprovante de depósito, certificado do IRB Laws e IRB Rugby Ready para arbitragem@fprugby.org.br

DATA: 11 e 12 de fevereiro
LOCAL: Escola Alexandre Von Humboldt / Rua Raimundo Pereira de Magalhães, 1.201 / Vila Anastácio - São Paulo - SP
HORÁRIO: 8h30
INVESTIMENTO: R$ 150,00
TRAJE: Compatível com prática esportiva ( proibida utilização de bermudas, camisetas regata e chinelo ) MATERIAL: Levar apito de metal

Conta para depósito: - Banco Santander - Ag.: 3978 - C/C: 13 – 003018 – 7 - Federação Paulista de Rugby - CNPJ: 08.828.611 / 0001-34
 
Realização: FPR / CBRu
Organização: Rio Branco Rugby Clube



Siga o Rugby de Calcinha no twitter @rugbydecalcinha 
Continue lendo...

28 de jan de 2012

Troféu Brasil Rugby premia os melhores de 2011

CBRu fará cerimônia no dia 5 de fevereiro em São Paulo e premiará 22 categorias



Os fãs do rugby irão conhecer os melhores da modalidade em 2011 logo no início do mês de fevereiro. O Troféu Brasil Rugby 2011 será entregue no domingo (5), às 19 horas, no She Rocks, em cerimônia para convidados. Ao todo, são 22 categorias já definidas.

Clubes, jogadores, técnicos e árbitros que fizeram a diferença na temporada passada serão escolhidos por um júri convidado pela Confederação Brasileira de Rugby (CBRu) que inclui os treinadores das equipes do Super 10, os treinadores e capitães das seleções nacionais, imprensa especializada, representantes da arbitragem e pessoas ligadas às seleções.

As novidades da segunda edição do evento são a premiação para o melhor trabalho de conclusão de curso (TCC) sobre a modalidade, o melhor lance de 2011, o melhor comentarista de TV e o troféu "Espírito do Rugby", que será entregue ao clube que melhor promoveu, no entendimento da CBRu, a difusão do esporte na sua região juntamente com os valores do rugby.

Confira os indicados de 2011:

Melhor atleta Masculino XV:
Daniel Gregg - Niterói RFC
João Luiz da Ros - Desterro RC
Lucas Duque - São José RC

Atleta revelação Masculino XV:
André Luiz - SPAC
Martín Schaefer - Rio Branco RC
Vitor Medeiros - Potiguar RC

Melhor atleta Masculino 7s:
Diego Lopez - Pasteur AC
Felipe Claro - SPAC
Moisés Duque - São José RC

Atleta revelação Masculino 7s:
André Luiz - SPAC
Diogo Borges - São José RC
Jefferson Felisberto - São José RC

Melhor atleta Feminino:
Júlia Sardá - Desterro RC
Juliana Esteves - Bandeirantes RC
Paula Ishibashi - SPAC

Atleta revelação Feminino:
Edna Santini - São José RC
Karina Godói - São José RC
Maíra Behrendt - SPAC

Melhor atleta Juvenil:
Pedro Lopes - FC Grenoble Rugby (FRA)
Rogério Fernandes - Jacareí RC
Saulo Oliveira - São José RC

Atleta revelação Juvenil:
Gabriel Domingues - São José RC
Maurício Costa - Jacareí RC
Nelson Oliveira - Ilhabela RC

Melhor técnico - Super 10:
Ignacio Ferreyra - São José RC
Keith Young - Bandeirantes RC
Pierre Paparemborde - Farrapos RC

Melhor cobertura da modalidade:
Blog do Rugby
Rugby Mania
Terceiro Tempo

Melhor Árbitro:
Henrique Platais
Mariano de Goycoechea
Ricardo Sant'Anna

Melhor lance de 2011:
Drop do Putim na final do Super 10 2011
Try do Gregg vs Argentina no CONSUR 7s de 2011, em BG
Tries do Tanque no amistoso do Combinado da América do Sul contra os Pumas, antes da Copa do Mundo, em Agosto de 2011

Melhor comentarista:
Antônio Martoni (ESPN)
Maurício Carli (SPORTV)

Benfeitor do Rugby Brasileiro

'Espírito do Rugby'

Árbitro Revelação

Fair-Play Masculino

Fair-Play Feminino

Clube Revelação

Empresa incentivadora do Rugby (categorias de base)

Empresa incentivadora do Rugby (alto-rendimento)

Melhor TCC


Credenciamento de imprensa - Os veículos interessados em cobrir o Troféu Brasil Rugby devem encaminhar o pedido para o e-mail andressa@zdl.com.br. O profissional precisa colocar o nome completo, a função e o órgão de imprensa.

Foto: Fábio Cutrufo
Fonte: Confederação Brasileira de Rugby.



Siga o Rugby de Calcinha no twitter @rugbydecalcinha 
Continue lendo...

Concurso para o Símbolo do Rugby Brasileiro

Até o mês de março o símbolo será definido


Para quem achou que o concurso para a escolha do novo símbolo para o rugby brasileiro havia ficado para trás, se enganou. Ele está de volta e em fase final, dando sequência ao processo de escolha pública no site da CBRu, realizado nos meses de Outubro e Novembro de 2010.

Estes são os 5 símbolos mais escolhidos para o rugby brasileiro:
GUARÁ
SUCURI
TUPI
TAMANDUÁ
ARARA

A partir de agora serão criados desenhos para estas sugestões por uma agência de publicidade. Em Fevereiro haverá um hotsite para a votação, com os desenhos e o argumento vencedor para cada um, de acordo com a consulta de Outubro e Novembro de 2010.

No início de março, de acordo com a votação no hotsite, será declarado o símbolo vencedor, que já será aplicado ao rugby nacional.

Em breve mais informações.

Fonte: Confederação Brasileira de Rugby.



Siga o Rugby de Calcinha no twitter @rugbydecalcinha 
Continue lendo...

25 de jan de 2012

Copa do Mundo Feminina de 2014 não terá times sul-americanos

Por Victor Ramalho do Blog do Rugby  

América do Sul segue como o único continente não representado no Mundial Feminino de XV



O IRB anunciou a divisão de vagas para a Copa do Mundo Feminina (de rugby de XV) de 2014, que será disputada na França.

Participarão do torneio 12 seleções, sendo que as 6 melhores da Copa do Mundo de 2010 já estão garantidas na competição. São elas: Nova Zelândia (campeã), Inglaterra, Austrália, França, Estados Unidos e Canadá. As outras 6 vagas serão decididas da seguinte forma:

- Europa: 2 vagas - as duas melhores seleções (sem contar Inglaterra e França) do Seis Nações, somando-se as edições de 2012 e 2013 do torneio.
- África: 1 vaga (vencedor do duelo entre a África do Sul e o vencedor da Elgon Cup Feminina de 2013)
- Ásia: 1 vaga
- Torneio Qualificatório de 2013: 2 vagas - disputada entre as outras 2 seleções do Seis Nações, a melhor seleção da Copa Europeia Feminina (disputada entre as demais seleções da Europa) e uma equipe da Oceania.

De acordo com o IRB, é esperado um número recorde de seleções inscritas nas eliminatórias para a Copa do Mundo de 2014. O único continente que não será representado é a América do Sul, que ainda não conseguiu lançar um campeonato continental feminino de rugby de XV.
Na América do Sul, apenas o Brasil já conseguiu montar uma seleção feminina de XV, que disputou uma partida em 2010 contra a Holanda, e não teve continuidade. A inviabilidade de um XV brasileiro feminino se dá hoje por conta da quase ausência de clubes que tenham equipes da modalidade.
Em 2012, a Federação Paulista de Rugby realizará novamente clínicas de rugby XV feminino, buscando impulsionar a modalidade.







Siga o Rugby de Calcinha no twitter @rugbydecalcinha 
Continue lendo...

Rúgbi: Confira entrevista com Isis Oliveira, capitã do time do Vasco


Se tem um esporte que vem crescendo em popularidade no país, principalmente no Rio de Janeiro, que será a sede das Olimpíadas de 2016, esse é o Rugby. Único grande clube grande da capital carioca a possuir escolinhas do esporte, o Vasco vem tendo um papel fundamental na popularização do mesmo.

Desde o ano passado o clube da Colina incentiva jovens a praticarem o esporte e a sonharem com uma vaga na Seleção Brasileira, que disputará daqui a quatro anos os Jogos Olímpicos. Contando com o apoio dos colégios da região próxima ao bairro de São Cristóvão, o cruzmaltino conseguiu atrair um grande número de interessados, tanto para o time masculino, quanto para o time feminino.

Dentre as meninas que hoje fazem do projeto vale destacar Isis Oliveira, capitã da Equipe Feminina Vasco Rugby Seven. Moradora do bairro Encantado, a jovem de 15 anos, que também pratica alguns tipos de luta, como o Judô, se emociona toda vez que fala do esporte:

- Gosto muito de rugby. É tipo amor mesmo. Quando não treino sinto muita falta. Comecei no Vasco no mês de setembro do ano passado e desde então não paro - disse.

A jovem, que não esconde de ninguém que sonha em ver o esporte valorizado, quer representar o Brasil nas Olimpíadas de 2016, mas sabe que para isso ainda terá que treinar muito:

- Primeiro eu quero dar o melhor nos treinos, quero dar meu máximo. Em Seleção todo mundo pensa. Representar o Brasil é um sonho de qualquer atleta, mas acho que chegar lá vai ser consequência da minha evolução nos treinos e da minha dedicação - lembrou a promessa.

Para alcançar seu objetivo, Isis conta com o apoio dos competentes professores do Vasco, a quem ela rasga elogios:

- Meu treinadores são maravilhosos. O Vitor, o Yohan e o tio Robledo são muito legais. Eles estão lá e nos ajudam em tudo que precisamos. Os coordenadores são uns 'fofos' também. O tio Adolfo é um 'avozão' para todos nós. O Leo e o Gregg também são maravilhosos. Todos são atenciosos - frisa a menina, que após assistir aula no Méier corre para pegar um ônibus e chegar na hora certa no treino.

Bate-Papo com Isis Oliveira, promessa do Rugby vascaíno

Como iniciou sua trajetória no Rugby do Vasco?

"Na verdade eu fiquei sabendo pelo site do SuperVasco mesmo .Eu estava lendo sobre as notícias do Vasco e vi uma matéria sobre o assunto. Como sempre gostei de Rugby, resolvi ver como era e acabei ficando de vez".

E por qual motivo o Rugby e não outro esporte, como o Vôlei, que é mais popular no país?

"Nem sei te explicar. Foi tipo amor a primeira vista. Mas, além de fazer Rugby, eu luto a mais ou menos nove anos. Comecei no Judô e não parei. Faço também luta olímpica e pratico um pouco de karatê".

O que representa o Vasco para você?
"O Vasco além do meu time do coração é minha família e minha vida".

Fonte: Supervasco


Siga o Rugby de Calcinha no twitter @rugbydecalcinha 
Continue lendo...

24 de jan de 2012

Técnico aposta em bom desempenho na etapa da Série Mundial

Seleção brasileira treina forte para a competição em Las Vegas

Seleção feminina embarca para Las Vegas no próximo dia 7 - Divulgação/CBRu 


O técnico da seleção brasileira feminina de rugby, José Eduardo Moraes, ficou satisfeito com o que viu durante o treinamento realizado no fim de semana passado, em São José dos Campos, São Paulo. A programação foi constituída por instruções práticas, palestras e um jogo treino disputado no domingo, contra um combinado do Bandeirantes e do São José. A equipe se prepara para a etapa de Las Vegas da Série Mundial de Sevens, que acontece entre os dias 10 e 12 de fevereiro.

- Estamos com um ritmo muito intenso de treinos visando os dois últimos compromissos do ciclo 2011/2012 da seleção feminina: Las Vegas e Sul-americano. O reflexo dessa nova proposta já será notado em Las Vegas, mas vamos chegar no melhor da nossa performance no sul-americano - explicou José Eduardo.

A seleção brasileira embarca para Las Vegas, nos Estados Unidos, no dia 7 de fevereiro. A equipe está no grupo B da competição, ao lado de Canadá, Holanda e EUA (B).

Confira a lista das atletas que representarão o Brasil em Las Vegas:

Angélica Gevaerd – SPAC
Ayna Christovam – SPAC
Bruna Lotufo – Bandeirantes RC
Edna Santini – São José RC
Júlia Sardá – Desterro RC
Juliana Esteves – Bandeirantes RC
Karina Godói – São José RC
Maíra Behrendt – SPAC
Maíra da Ros – Desterro RC
Maria Gabriela Ávila – SPAC
Paula Ishibashi – SPAC
Thais Rocha - SPAC



Siga o Rugby de Calcinha no twitter @rugbydecalcinha 
Continue lendo...

23 de jan de 2012

Experimentando o rugby feminino na terra dos Pumas

Por Alessandro Travassos, para BH Rugby em 19 de janeiro de 2012
Por Renatinha Polastri
Quando saiu a confirmação da vaga na Universidade de Buenos Aires, uma das minhas grandes preocupações era onde iria treinar aqui. Daí do Brasil mesmo, as meninas do BH já me colocaram em contato com a Conchita e foi ela quem me levou ao time: Ñandú – centro naval.
O clube (sede do Centro Naval) é enorme, com vários campos (só de rugby) todos com a grama verdinha, espaço separado para o 3º tempo e até uma mini academia! Resumo, uma infra estrutura incrível!

Os primeiros treinos foram difíceis, percebi que era a única novata e que o nível do time era bem mais alto que o meu! Por um lado, era algo desafiador, mas não posso negar que que minha confiança deu uma baqueada! Com o tempo fui me adaptando (cheguei a jogar de ponta, mas logo voltei a ser hooker) e fui aprendendo o estilo de jogar do time. Tive um apoio enorme do treinador, Carlos Pastori, que me explicava termos e os nomes das jogadas em espanhol.
Várias dificuldades do rugby feminino também são vistas por aqui. É um esporte basicamente masculino e poucos clubes em Buenos Aires (apenas oito) tem a modalidade feminina. Em 2011, foi a primeira vez que a URBA (Unión de Rugby de Buenos Aires) promoveu o torneio feminino regional em que os dois primeiros colocados participariam do torneio nacional.
Foram sete etapas, jogávamos um domingo sim, um domingo não. Ao final quase 4 meses de competição, saímos como a equipe vencedora. Foi uma grande honra participar desse momento aqui. Era visível o quanto essas jogadoras que treinam há anos e anos esperaram por esse torneio e pelo reconhecimento. Na maioria dos jogos contribui levando água, mas ao menos em um dos jogos de cada rodada, estava dentro de campo.
Hoje não estou mais treinando no time, mas, com certeza, todos esses meses treinando no frio contribuíram muito e acredito que hoje já enxergo o jogo mais estrategicamente. Fiz boas amizades e espero voltar a treinar o quanto antes, de preferência no BH porque descobri que esse time tem algo muito especial e que realmente vive a cada treino o tão falado espírito do rugby.

.




Siga o Rugby de Calcinha no twitter @rugbydecalcinha 
Continue lendo...

19 de jan de 2012

Times do Brasil: Tamoios Rugby




Hoje vamos divulgar o clube do Tamoios Rugby, um time novo, cheio de amor e vontade!



Em 2007 teve-se a idéia de formar um time de Rugby na Zona Norte do Rio de Janeiro, mas, a idéia só se concretizou em 2008 e conseguiram montar um time dentro das leis do rugby.



Nas palavras do Cássio Venturi: "O Tamoios Rugby não é só um clube, é uma grande família de velhos amigos reunidos em uma oca. Nesta família todos são bem vindos a treinar e, mais do que isto, se divertir conosco."



O símbolo do clube é o João de Barro, que simboliza a construção de uma casa sólida, com poucos recusros, para seus filhotes.



O uniforme é laranja por representar, ao clube, o espírito de rugby: energia, criatividade, alegria e perdão.




As meninas do Tamoios jogam, atualmente, com camisetas estilo pólo, pois, não tem verba para renovarem o uniforme.

A foto acima é de um jogo contra a equipe do Niterói, também do Rio de Janeiro.



No começo é sempre muito ruim conseguir patrocínios ou doações, mas, continuem com este espírito, o uniforme não faz o jogador, o jogador faz o uniforme!!! ;D



Local do Treinos:

CIEP Augusto César Sandino - Rua Otacílio Pedro Vasco - Parque Anchieta (próximo à Paróquia São Francisco de Assis)



Dias:

Treino Misto

Quartas as 19h30



Treino Masculino

Sábados as 14h30



Treino Feminino

Domingos as 15h00



Contatos:

Redes Sociais

Twitter

@tamoiosrugby

Blog

tamoiosrugby.blogspot.com

Facebook

Tamoios Rugby Clube



Muito sucesso ao clube!







Siga o Rugby de Calcinha no twitter @rugbydecalcinha
Continue lendo...

Cancelamento do Floripa Seven's 2012

Meninas do Brasil, infelizmente o Floripa Seven's será cancelado.

Não conseguiram um quórum bacana para o torneio acontecer!


Segue o informativo:


"Prezados,

É com muita tristeza que comunicamos o cancelamento do Floripa Sevens 2012.

Nossa intenção era fazer um torneio divertido, principalmente para as equipes que esperam muito tempo para jogar os tradicionais campeonatos de seven organizados Brasil a fora.

Infelizmente poucos clubes se interessaram e, assim, tornou-se impossível organizá-lo.

Pedimos desculpas pelo ocorrido e esperamos contar com a compreensão de todos."


Beijos,




Siga o Rugby de Calcinha no twitter @rugbydecalcinha
Continue lendo...

18 de jan de 2012

Seleções masculina e feminina de Sevens jogarão Circuito Mundial nos EUA

Seleção masculina de sevens enfrenta pela primeira vez uma etapa do circuito mundial. Competição será em Las Vegas de 10 a 12 de fevereiro

São Paulo (SP) - O Brasil foi convidado pelo IRB (International Rugby Board - entidade máxima do rugby mundial) para participar da quinta etapa do Circuito Mundial de Rugby Sevens, que será realizada na cidade de Las Vegas, nos Estados Unidos, de 10 a 12 de fevereiro. A seleção masculina está focada em sua estreia contra os times de elite na modalidade.

"Temos as melhores equipes do mundo participando. Os desafios serão muito grandes, mas todo o grupo está muito motivado para esta experiência. Sabemos do nível de dificuldade que encontraremos por lá e as expectativas não estão sobre os resultados propriamente ditos, mas sim na possibilidade de estar em contato com a competição mais forte do mundo", ressalta o treinador da seleção masculina, Maurício Coelho.

A seleção feminina também entra em campo pela primeira vez em Las Vegas, mas, ao contrário dos meninos, já esteve presente em outras etapas do Circuito, sendo a última em Dubai, no início de dezembro de 2011. Segundo o manager da seleção feminina, João Nogueira, jogar contra times mais fortes é sempre importante para o amadurecimento da equipe. "Isso aumenta o nível de jogo e deixa o grupo mais preparado para os eventos", relata.

O Circuito Mundial de Sevens 2011-12 teve início na Austrália, em novembro de 2011, já passou por Dubai e África do Sul, e no início de fevereiro estará na Nova Zelândia. Depois dos Estados Unidos, as próximas etapas serão em Hong Kong (23 a 25 de março), Japão (31 de março a 1 de abril), Escócia (5 e 6 de maio), e a grande final na Inglaterra (12 e 13 de maio). A seleção das Ilhas Fiji e os neozelandeses do All Blacks são os líderes com 51 pontos. O IRB ainda não confirmou a presença do Brasil nas demais etapas, mas a negociação com a Confederação Brasileira de Rugby (CBRu) está em andamento.

Os organizadores da etapa norte-americana ressaltam que a participação do Brasil é muito bem vinda já que os Jogos do Rio em 2016 marcam a volta da modalidade ao programa olímpico e as equipes masculina e feminina estão crescendo rapidamente no cenário esportivo.

"Com incorporação do Brasil na temporada 2011-12 do circuito esperamos expandir ainda mais a modalidade nas Américas", comenta Dan Lyle, diretor do torneio.

A equipe feminina já treina frequentemente aos finais de semana enquanto o time masculino se reunirá no início de fevereiro para treinamentos e a preparação irá focar os fundamentos identificados como falhos durante a Copa Topper de Sevens, realizada nos dias 7 e 8 de janeiro no Uruguai, e no torneio internacional de Viña, no Chile, disputado no último fim de semana (14 e 15 de janeiro).

Quarto lugar em Viña del Mar -A seleção brasileira masculina de rugby sevens terminou em quarto lugar no Seven Viña 2012, no Chile. Os grandes campeões foram os argentinos, que bateram a seleção do Uruguai na final com um try na prorrogação, por 17 a 12.

No sábado (14), a Seleção Brasileira enfrentou Uruguai, Chile e Argentina. Na primeira partida, os brasileiros foram derrotados por 26 a 0 pelos uruguaios. No jogo seguinte, contra os anfitriões, o placar terminou 31 a 10 para os chilenos. Por fim, os brasileiros foram superados pelos argentinos por 31 a 0. No domingo (15), pela semifinal do torneio, a equipe brasileira encarou novamente a Argentina, primeira colocada da fase inicial, sendo derrotada por 33 a 5. Na disputa pelo terceiro e quarto lugar, contra os donos da casa, melhor para os chilenos, que venceram por 22 a 0.

O técnico Maurício Coelho ressalta também que o Brasil enfrentou adversários bem preparados e fortes, mas que o objetivo de oferecer experiência aos jovens e novos integrantes da seleção foi alcançado.

"Mesmo com um resultado esportivo ruim, o grupo saiu fortalecido do torneio. Levamos uma equipe com muitos novatos que voltaram com a plena consciência do quanto devem trabalhar para atingir um maior nível de jogo", afirma o treinador de sevens.

Mais informações no site www.brasilrugby.com.br
 
Fonte: ZDL

Siga o Rugby de Calcinha no twitter @rugbydecalcinha 
Continue lendo...

17 de jan de 2012

Xangri-lá Beach Rugby 2012

Xangri-lá Beach Rugby 2012

Informações: eraldopinheiro.rugby@gmail.com





Siga o Rugby de Calcinha no twitter @rugbydecalcinha 
Continue lendo...

SELETIVA NACIONAL - SELEÇÃO FEMININA DE SEVEN A SIDE



Nos dias 24 e 25/03/2012 será realizado a seletiva 2012 para as meninas que almejam estar no grupo de desenvolvimento da seleção Feminina de Seven a Side (modalidade com 7 jogadoras em campo).



A seletiva acontecerá no CT de São José dos Campos - SP.



As meninas interessadas podem entrar em contato com o João Nogueira pelo email: joao.nogueira@brasilrugby.com.br e também devem entrar no site da CBRU (http://www.brasilrugby.com.br/) para olharem os pré-requisitos e as atividades físicas que serão eliminatórias no sábado.



É isto ai meninas do Brasil.. Só não se esqueçam que seu clube a coloca dentro da Seleção de qualquer esporte. Vale a experiência de representar o seu país, mas, dê muito valor ao seu clube e, se for selecionada, leve para as suas amigas o melhor do seu aprendizado.






Beijos e é isto, =D



Good Luck.









Siga o Rugby de Calcinha no twitter @rugbydecalcinha
Continue lendo...

4 de jan de 2012

Inscrições abertas para o Floripa Rugby Sevens 2012


Competição acontece nos dias 28 e 29 de janeiro

Para as equipes que desejam se inscrever para o campeonato, as inscrições estão abertas para todas as categorias do evento: masculina, feminina e juvenil. Cada equipe poderá ter no máximo 12 atletas.

O valor das inscrições é de R$ 1.200,00 por equipe, para todas as categorias.

Os interessados em participar devem entrar em contato através do e-mail financeiro@desterrorugby.com.br ou mikarugby8@hotmail.com.

O Floripa Rugby Sevens é realizado anualmente na modalidade seven-a-side, nas categorias: masculina, feminina e juvenil. Os jogos são disputados em dois tempos de sete minutos cada com sete jogadores em cada equipe.

Assessoria de Imprensa
Floripa Rugby Sevens




Siga o Rugby de Calcinha no twitter @rugbydecalcinha 
Continue lendo...

Floripa Sevens 2012

Continue lendo...

2 de jan de 2012

Artigo do Estadão, aborda nível do Rugby feminino


Li hoje o artigo "O NÍVEL DO RUGBY FEMININO SUBIU?" na página do Estadão, e achei bacana  compartilhar. 

Destaco o seguinte trecho: " Nascer na Nova Zelândia significa ser bombardeado por rugby desde pequeno e, desde 1996, a opção de ser um jogador profissional se tornou uma forma legítima de se levar a vida. Mas essa oportunidade não passa de sonho para uma jogadora Kiwi.
Já sabia que as Black Ferns, as “samambaias negras” como são conhecidas as jogadoras da equipe nacional, não eram pagas. Como também sabia que elas não faziam parte dos anúncios da Adidas. Ok! Mas me choquei ao ouvir de uma campeã mundial que as atletas basicamente têm de pagar por tudo desde que venceram o último grande título."

Para ler o artigo na íntegra clique aqui.



Siga o Rugby de Calcinha no twitter @rugbydecalcinha 
Continue lendo...

Arquivos

 

Rugby de Calcinha Copyright © 2009 Rugby de Calcinha