28 de fev de 2011

27 de fev de 2011

I Concurso de fotografia do Rugby Mania



Olá gente e aew como anda o fim de semana? Gostaria de saber o que vocês acham de concursos? E tirar fotos? Eu particularmente adoro, e registrar momentos, paisagens, fatos... é sempre muito gostos e hoje vamos falar do I Concurso de fotografia do Rugby Mania. Para quem não conhece o Rugby Mania é um blog que fala de rugby que eu adoro acompanhar, vale a pena ver as matérias e novidades por lá. E por falar em Rugby Mania eles estão realizando o I concurso de fotografia com o tema: Espírito do rugby. Esse concurso é patrocinado pela Loja do Rugby. Para saber mais sobre o concurso andei conversando com uma amiga minha a Karlla Davis, não sei se lembram, mas, ela fazia parte da equipe RDC e hoje é correspondente do Rugby Mania, abaixo a entrevista com ela:



De onde partiu a idéia desse concurso?

Oi Anna, a idéia foi valorizar as pessoas que ficam do lado de fora do campo tirando fotos e acompanhando as equipes. Se você olhar em um jogo, têm familiares, amigos, namorados, esposos, filhos... com uma câmera na mão e torcendo pelos times. Estas pessoas também fazem parte do esporte e foi a forma que encontramos em homenageá-las. Ficamos com a idéia guardada por alguns meses, até que fomos procurados pela Loja do Rugby, onde pretendiam apoiar alguma iniciativa do RugbyMania, daí surgiu a parceria do Concurso.

Por que o tema: "Espírito do rugby"?

Inicialmente a idéia foi tratar o Rugby de um modo mais amplo, repensando na proposta, decidimos saber o que os brasileiros compreendem como o Espírito do Rugby, por se tratar de um tema subjetivo e que daria margem a várias interpretações. Recebemos fotos de terceiro tempo, de pessoas machucadas sendo carregadas nos braços, crianças correndo, partes do jogo em si, alegria, tristeza... enfim vimos o que é o Espírito do Rugby para o Brasil.

Quais foram os critérios para a escolha da banca de jurados das duas etapas iniciais?

A banca foi escolhida primeiramente levando em consideração a postura de cada um e sua representatividade diante das entidades que lideram. Tentamos selecionar membros que fizessem parte de importantes canais do rugby. A única exceção foi o Arte na Lente que trabalha unicamente com fotografias e ter a Ângela (responsável) como uma nova adepta do rugby. O jurado da segunda fase, o fotógrafo Alexandro Auler, além de um amigo é um profissional extremamente competente, teve seu trabalho divulgado em vários jornais de grande circulação no Brasil e fotos publicadas no National Geografic por exemplo, seu convite teve como motivação a mistura de amizade acompanhada da admiração que tenho pelo profissional que ele é. 

Houve algum problema no decorrer do concurso?

Como qualquer concurso, sempre tivemos alguns imprevistos, o primeiro identificado foi grande parte das pessoas não dá a devida atenção ao regulamento, tivemos que pedir correções e informações que faltavam (quando as inscrições ainda estavam dentro do prazo) senão teríamos concurso, isso não se repetirá nas próximas edições. O pior problema encontrado foi a fraude do sistema público de eleição, alguns eleitores criaram um sistema automático de votação e isso foi bastante desagradável, mas já contornamos o problema e fizemos uma nota pública no site. No geral foi tranqüilo.

Agora na reta final quais as expectativas para o grande final desse primeiro concurso?

Na verdade estamos bastante satisfeitos com o sucesso desta primeira edição. Houve uma aceitação positiva do público em geral e uma participação ativa durante as inscrições e eleições. Pra nós é muito gratificante promover um concurso tã importante no nosso país.

Vocês já pensam do 2º concurso de fotografia? Se sim, quais os planos para o 2º Concurso de fotografia do Rugby Mania?

O 2o Concurso já está na agulha, as inscrições começarão entre junho ou julho e o tema escolhido é o SCRUM!


Agradeço ao Rugby de Calcinha pelo convite da entrevista e parabéns pelo trabalho desenvolvido diante do público feminino.


Karllinha, nós da equipe RDC que agradecemos tudo a você e galera esses são os últimos dias de concurso, corram pra votar na foto que melhor representa o espírito do rugby para vocês, e não esqueçam: os votos somente serão válidos se nos quais as pessoas deixaram explícita sua opinião através da página do Rugby Mania no Facebook e na comunidade oficial no Orkut  até o dia 28/02,

E para mais informações sobre o Concurso acesse http://www.portifoliorugbymania.blogspot.com

Beijos a todos, um perfeito fim de semana e acessem os links de votação citados acima.
Continue lendo...

23 de fev de 2011

Força, NOVA ZELÂNDIA!

Após o terremoto, a pergunta que ficou no ar do mundo do rugby foi: e a copa do mundo de rugby que acontecerá na Nova Zelândia? Primeiramente, é precoce falar sobre os rumos da competição, ainda que já seja comentado após a tragédia. A IRB se pronunciou sobre a catástrofe, mas não sobre a realização ou não dos jogos. “Os pensamentos e as mais profundas condolências da família do Rugby mundial estão com o povo de Christchurch, suas famílias e todos os neozelandeses neste momento muito difícil. Nós sentimos que seria inapropriado fazer comentários neste momento sobre a situação da Copa do Mundo de Rugby 2011, sua infra-estrutura ou operações. O foco neste momento deve ser sobre a resposta de emergência.”
 
Em recentes notícias na internet, o estádio AMI Stadium, reformado em janeiro de 2010, não foi atingido pelo terremoto. Entretanto, a rede hoteleira que faz parte do sucesso do espetáculo que é a World Cup está comprometida, que justifica a espera da IRB para avaliar as condições de Christchurch. Depois do acontecido, as sete partidas que seriam disputadas na cidade, inclusive duas semifinais, podem ser trocadas de local.

 
Antes de mais nada, vamos torcer para o grandioso povo maori buscar a força que eles sempre têm para superar os desafios dentro de campo para vencer mais esse obstáculo! 
 
Ka mate! Ka mate! Ka ora! Ka ora!

Ka mate! Ka mate! Ka ora! Ka ora!

Tenei te tangata puhuru huru

Nana nei i tiki mai

Whakawhiti te ra

A upa... ne! ka upa... ne!

A upane kaupane whiti te ra!

Hi!!! 
Continue lendo...

22 de fev de 2011

Times do Brasil: Londrina Rugby Feminino

Recebemos essa semana a história do Londrina Rugby Feminino.


O primeiro treino oficial do Londrina Rugby feminino aconteceu em março de 2009, tendo como atletas iniciais: Rafaela, Ana Carolina, Bruna e Danielle. Alguns meses depois entreram para o Londrina Rugby, Kira e Mariana.

O Londrina Rugby chegou a participar da etapa do Curitiba Seven's em janeiro de 2010, jogando pelo Curitiba.( participaram da etapa Rafaela, Ana Carolina, Bruna e Kira).

Alguns meses depois realizamos 2 jogos contra o Maringá Hawns, como time era composto por 5 meninas nós saimos chamando as namoradas, as irmãs, amigas dos jogadores do time masculino dessa maneira o time ficava completo e conseguiamos jogar. Após a saída da Rafaela e Ana Carolina, o time deu um tempo de 8 meses... foi quando corri atrás do ex- técnico do feminino e ex-capitão do Londrina Rugby Anderson Zanuto (atual SPAC) verifiquei com ele disponibilidade para treinar o time feminino, com isso entrei em contato com as meninas que já jogavam, e divulguei no orkut, amigos de amigos iam falando que sabiam de meninas que queriam jogar e fui entrando em contato, até que tinhamos meninas suficientes pra começar os treinos foi então em agosto de 2010 que iniciamos os treinos com um novo time.

Iniciamos com muita união e comprometimento um time muito dedicado e em dezembro realizamos o primeiro jogo do Lodrina Rugby contra Maringá Hawns, não vencemos, mas foi um ótimo jogo. Rafaela atualmente joga no Desterro, Ana Carolina está afastada pois se machucou em jogo e até o momento não está totalmente recuperada.

Atualmente o time é composto por: Bruna, Mariana, Kira,Fran, Tamires, Erika, Pati, Isabela, Camila, Marcela, Ana Carolina*,Thaís, Luana.(*essa é outra Ana Carolina). Nosso novo tecnico é ex-jogador do Niterói, Marcelo (bulldog), e Luizinho ( Londrina Rugby).

em pé: Fran, Kira, Mariana, Bruna, Erika , em baixo: Pati, Tamires e Isabela as crianças são filhos do técnico.Nataly e Arthur


Quer a história do seu time aqui no RdC?? envie para o e-mail rugbydecalcinha@gmail.com que publicaremos aqui no blog.

bjs!
Continue lendo...

21 de fev de 2011

Isso sim é RUGBY DE CALCINHA II

Genteeeeeeeeee, gostaria de agradecer a Samyie por nos enviar este site Cafe Press que contém um verdadeiro arsenal de calcinhas com o tema que nós somos apaixonadas: RUGBY! Esse site, além de roupas íntimas para homens e mulheres, vende blusas, camisas, bonés, mochilas, cadernos, buttons, ursinhos de pelúcia *-*, chaveiros, casacos, canecas, roupinhas para bebês, roupinhas para cachorro, e por ai vai... O que mais chama a atenção são as variadas e engraçadas estampas! PS.: tem uma cueca escrito "Rugby Coach" que deu vontade de comprar pro treinador, kkkkkkk, e a calcinha com a cara do Chabal, que fofaaaa!!! O meu único lamento é que, como a outra, não é brasileira esta loja, então não se preocupem que o plano é que logo logo a gente monte a loja do Rugby de Calcinha! Algum parceiro interessado nesse projeto? ^-~ 
Samyie, muiiiiiiiiiiito obrigada pela dica dessa loja virtual! E abaixo tem algumas fotos de produtos. Beijos a todos e quem gosta de comprar pela internet essa é uma boa dica de web loja.



 










Continue lendo...

Curi7iba Seven´s

Acontecerá nos dias 26 e 27/02, em Curitiba, a última etapa do Circuito Brasileiro de Sevens. Na categoria feminina, 10 equipes estão inscritas sendo que 9 disputam o circuito nacional. 

FEMININO

1- Desterro
2- São José
3- SPAC
4- Niterói
5- Charrua
6- Goiânia
7- USP
8- SPAC Lions
9- Bandeirante
10-BH Rugby


MASCULINO ADULTO (CBRS)
1- São José
2- Desterro
3- SPAC
4- Urutu
5- Bandeirante
6- Rio Branco


MASCULINO OPEN
1- UniBrasil/CRC
2- Joinvile
3- Goiania
4- Recife
5- Engenharia Mackenzie
6- Goytacaz
7- Tackle Mídias
8- Desterrados
9- Urutaus/UFPR
10- Costão Norte

JUVENIL
1- UniBrasil/CRC
2- São José
3- SPAC
4- Desterro
5- Jacareí
6- Bandeirante
7- Costão Norte




Continue lendo...

Jogadora surda e muda brilha na Seleção de rúgbi de praia

Fábio Aleixo
Publicada em 18/02/2011 às 20:12
Em São Paulo (SP)

A baiana Maiane Gomes nasceu saudável e sem problemas. Aos nove meses de idade, porém, contraiu meningite, perdeu totalmente a audição e, parcialmente, a fala.

Até hoje tem dificuldades para se comunicar e expressar, seja em uma simples entrevista ou no contato com as pessoas próximas, como a irmã Maíse e seus pais.                                                                           

O golpe sofrido na infância, entretanto, não desmotivou a garota, que consegue, por meio do esporte, mostrar que tem totais condições de levar uma vida normal.

Há três anos, Maiane integra a seleção baiana de rúgbi de praia, e já se destaca no cenário nacional.

No fim de 2009, foi convocada para defender a Seleção Brasileira nos Jogos Sul-Americanos de Areia, no Uruguai, e ajudou a equipe a conquistar o título.

Em março, participará de uma seletiva nacional para integrar a Seleção Brasileira de campo.

O início na modalidade ocorreu por acaso. Adepta de atividade física, Maiane sempre jogou futebol nas praias de Salvador. Um certa dia, seu treinador perguntou se ela não tinha interesse de praticar o rúgbi, um esporte do qual ela não tinha qualquer conhecimento.

– Achei a ideia uma loucura total, mas rapidamente aceitei – contou ao L! a jovem de 19 anos.

O começo foi complicado, com dificuldades para entender as regras e conquistar o apoio de todos. Maiane conta que o fato de ser deficiente auditiva criou muitas dúvidas sobre sua real capacidade.

– Muitas pessoas pensam que por eu não falar nem ouvir atrapalha em alguma coisa. Mas dou o máximo de mim e mostro que sou capaz de fazer qualquer coisa – afirmou a jovem.

Com força de vontade e empenho, rapidamente conquistou as colegas de time e o técnico José Pestana Alpuim. A dificuldade de comunicação desapareceu com o passar dos treinamentos. A presença da irmã no time ajuda. É Maíse quem tira alguma dúvida do treinador no momento em que as instruções são dadas.

Algumas adaptações também foram feitas para as partidas, como o uso de sinais pré-estabelecidos.

– Dei a volta por cima. Sou surda, mas não sou inválida – disse Maiane.


Entenda o Rúgbi de praia

O campo

Não existe um tamanho padrão, cabendo à federação escolher o mais apropriado para cada tipo de torneio. O campo pode ter de 30 a 50 metros de comprimento e 20 a 35 de largura. Não há postes de gol e as linhas são marcadas com fita ou corda.

Os times

Cada equipe é composta de cinco jogadores e as substituições são ilimitadas. Elas só podem ser realizadas quando o jogo está paralisado.

A bola

É a mesma utilizada no rúgbi de campo.

Pontuação

Diferentemente do rúgbi de campo, em que o try vale cinco pontos e o time tem direito a um chute de conversão que vale dois pontos, na areia, cada vez que o time cruza a linha de gol marca um ponto. Como não há postes de gol, não é permitido chutar a bola.

Tempo

O jogo é dividido em dois períodos de cinco minutos, sem paralisação do cronômetro. Prorrogações podem ocorrer, dependendo do torneio.

Fonte: www.lancenet.com.br
Continue lendo...

20 de fev de 2011

Isso sim é RUGBY de CALCINHA!

Olha o que achamoooooooooos! Isso sim é Rugby de Calcinha, hein??? hahahahah
Essa é a única calcinha de rugby que encontrei até agora. Pena que é fora do Brasil... Um dia montaremos a linha Rugby de Calcinha de lingerie e vai ser mais fácil de comprar! HUIHAEIUEHIEHIEAH Aguardem....!!!

E aí, usariam?


Clique aqui pra comprar!
Continue lendo...

Niterói Rugby na MTV

Olha o Rugby na MTV mais uma vez! \o/

Dessa vez foi no Verão MTV, do dia 09/02, com as meninas do Niterói Rugby.

Continue lendo...

18 de fev de 2011

Achado: reportagem gringa com a nossa seleção feminina

Procurando vídeos de rugby feminino, achamos este. Aparentemente, parece que é antiguérrimo, da década de 80. Mas não é. Apesar da qualidade da imagem (meio VHS, né?), a narração de vídeo de aula de ciências da escola (pelo menos na minha tinha kkkk), a gravação é de 2005, quando a seleção foi tricampeã no sulamericano. Confiram aí! É em inglês, mas se você você não entende o idioma, vale assistir até o final ao menos pra ver a dancinha das meninas kkkkkkk



Continue lendo...

15 de fev de 2011

TV Só Rugby

O rugby cada vez mais ganha espaço no Brasil, seja na TV, jornais, internet...

O site Funf Sports está produzindo o programa Só Rugby (nome provisório), com a apresentação do Mauricio Carli (lembra dele? não? aquele do Só Falta a Esposa e que já foi entrevistado por nós do RdC!!). O programa fala sobre rugby nacional, internacional, regras do esporte, resultados de campeonatos e muito mais.

Muito legal a iniciativa! Confira aqui os dois primeiros programas.


Continue lendo...

Seletiva Seleção Brasileira Feminina

Dias 19 e 20 de Março de 2011, em São Paulo-SP

A Confederação Brasileira de Rugby (CBRu) realizará seletiva para a equipe nacional feminina nos dias 19 e 20 de Março (respectivamente Sábado e Domingo) de 2011, em São Paulo-SP.

Estão convidadas a participar todas as atletas do País que queiram. Abaixo segue o Protocolo de Testes Físicos que apresentam os testes a que as atletas serão submetidas durante a seletiva e valores mínimos que deverão atingir para poderem participar da parte técnica do evento.

Este protocolo está sendo fornecido para que todos os clubes e atletas conheçam e se preparem para as exigências da seletiva.

Mais informações com João Nogueira, Manager da Seleção Nacional Feminina, através do seguinte e-mail: joao.nogueira@brasilrugby.com.br


PROTOCOLO DE TESTES FÍSICOS

SELEÇÃO FEMININA DE SEVEN-A-SIDE

Considerações para aplicação dos Testes Físicos

- A bateria de teste deverá ser realizada no mesmo dia e seguindo a ordem dos testes a baixo. Respeitar 10 minutos de intervalo de um teste para o outro a não ser as impulsões verticais e horizontais.

- Os testes físicos deverão ser aplicados por uma pessoa capacitada.

- A atleta deverá estar apta para a realização dos testes físicos, não poderá apresentar nenhum tipo de lesão.

- A atleta deve realizar aquecimento e alongamento antes do inicio da realização dos testes.

- Os testes de campo deverão ser realizados de chuteira e em condições climáticas adequadas.

- Para a estruturação dos testes utilizar sempre trenas, cronômetros e espaços adequados, para minimizar erros de medição.

1- Impulsão Vertical

Material: fita métrica, giz, esparadrapo e bloco de anotação.

Metodologia:

1- Usando o esparadrapo fixe a fita métrica na parede.

2- Raspe o giz na ponta dos dedos e aproxime-se da parede para medir a altura do atleta com o braço levantado, lembre-se que essa medida e os saltos devem ser feitos com o atleta de lado em relação à parede.

3 - Após o atleta se posicionar, ele deverá realizar três saltos não consecutivos tocando a fita métrica o mais alto possível com a ponta dos dedos fazendo uma marca na mesma, o tempo entre um salto e outro é o tempo que o avaliador levará para fazer as suas anotações.

2- Impulsão Horizontal

Material: fita métrica, esparadrapo e bloco de anotações.

Metodologia:

1- Usando o esparadrapo fixe a fita métrica no chão.

2- O atleta deve se posicionar na base da fita, com os pés paralelos e joelhos flexionados.

3- Assim que estiver pronto deve realizar um salto para frente podendo utilizar os braços para auxiliar na impulsão. O atleta deve realizar três saltos não consecutivos, tentando ir o mais longe possível de forma equilibrada, ou seja, não pode cair e nem colocar as mãos no chão para se equilibrar.

3 - 50m

Material: 2 cones, trena, 1 cronômetro e bloco de anotações.

Metodologia:

Com uma trena marque 50m entre os cones, como no esquema abaixo.

X_______________50m______________X

A atleta deverá dar somente um tiro de 50m o mais rápido possível.

Anotar o tempo atingido.

4 - 10 x 30m

Material: 2 cones, trena, 2 cronômetros e bloco de anotações.

Metodologia:

Com a trena marque 30 metros entre os cones, como no esquema abaixo.

X__30m__X

A atleta devera dar 10 tiros com intervalo de 15 segundos de recuperação.

Anote todos os tempos.

5 - Beep Teste

Material: 2 cones, trena, cones, aparelho de som, cd com o beep test e bloco

de anotações.

Metodologia:

Utilizando a trena, marque 20 metros entre os cones, coloque o cd pra funcionar e aguarde as instruções. O atleta deverá percorrer a distância determinada a cada comando do cd. O teste termina quando o atleta não conseguir chegar do outro lado antes do novo sinal. O treinador deverá anotar o estágio que o atleta não conseguiu completar.

Índice Físico Mínimo

Qualquer atleta que queira participar do grupo de desenvolvimento da seleção feminina deverá atingir o nível físico mínimo determinado durante a seletiva a ser realizada nos dias 19 e 20 de março de 2011. Nesta data as atletas deverão obter os resultados mínimos indicados abaixo:

Índice dos testes

Impulsão vertical: 2,40 m

Impulsão Horizontal: 1,75 m

10 X 30 m (Média): 5,75

Beep Test: 8.1

Velocidade: 50m 8''00

Leandro Gevaerd – Preparador Físico

CREF: 063417 G/SP

Fonte:Confederação Brasileira de Rugby.
Continue lendo...

14 de fev de 2011

Rugby no Corujão do Esporte

Estreia do Corujão do Esporte, na Tv Globo. Fernando Portugal, do time masculino, e Júlia Sardá, da equipe feminina, falaram dos títulos conquistados no torneio continental disputado em Bento Gonçalves, Rio Grande do Sul.

Continue lendo...

Vídeo Seleção Brasileira

Vídeo dos melhores momentos da seleção brasileira de rugby no Sul-americano de Sevens e entrevista com a Paula Ishibashi, que participou das sete conquistas do Brasil. O vídeo foi produzido pelo Travinha Esportes.



http://www.travinha.com.br/
Continue lendo...

7 de fev de 2011

Hepta!!!



A Seleção Brasileira continua invicta no Sul-americano de Rugby!!!

O rugby brasileiro fez história no Campeonato Sul-Americano, realizado neste final de semana, em Bento Gonçalves (RS). Na tarde deste domingo, a seleção feminina conquistou o heptacampeonato, ao vencer a Argentina na final, manteve a invencibilidade no continente e garantiu a vaga para a etapa de Las Vegas (EUA), do Circuito Mundial de 2012.

Na final feminina, o Brasil continuou com seu jogo de velocidade e venceu as argentinas por 32 a 5. "Mostramos um bom jogo e estou satisfeita como capitã. Nosso time cresceu ao longo dos jogos", contou Júlia Sardá, capitã do time que nunca perdeu uma partida na América do Sul.

A jogadora participou de cinco dos sete títulos sul-americanos e falou sobre o futuro. "Precisamos jogar fora da América do Sul cada vez mais. Sempre entramos para vencer, em qualquer situação". Na semifinal, o time dirigido por João Nogueira bateu as uruguaias por 5 a 0.

Primeira fase
Grupo A (Brasil, Argentina, Venezuela e Paraguai)

Argentina 43 x 0 Venezuela
Brasil 44 x 0 Paraguai
Argentina 32 x 0 Paraguai
Brasil 36 x 0 Venezuela
Venezuela 17 x 00 Paraguai
Brasil 19 x 07 Argentina

Grupo B (Uruguai, Chile, Colômbia e Peru)
Uruguai 10 x 5 Chile
Colômbia 12 x 5 Peru
Uruguai 26 x 0 Peru
Colômbia 5 x 5 Chile
Chile 12 x 07 Peru
Colômbia 05 x 24 Uruguai
Fase final
7º e 8º - Venezuela 36 x 0 Paraguai
Semifinal Bronze - Venezuela 0 x 31 Peru
Semifinal Bronze - Colômbia 31 x 0 Paraguai
Final Bronze - Peru 0 x 15 Colômbia
Semifinal Ouro - Brasil 5 x 0 Uruguai
Semifinal Ouro - Chile 0 x 19 Argentina
3º e 4º - Uruguai 10 x 15 Chile
Final Ouro - Brasil 32 x 5 Argentina

A delegação feminina brasileira foi composta por Juliana Esteves, Angélica Gevaerd, Julia Sardá, Jéssica Santos, Paula Ishibashi, Mariana Ramalho, Maria Gabriela Ávila, Lúcia Beatriz, Thays Cruz, Maíra da Ros, além do treinador João Nogueira, dos assistentes José Eduardo e Matias Albina, e equipe de apoio.

Fonte: CBRu
Fotos: Silvia Diez

Parabéns também aos meninos que fizeram lindo nesse campeonato. Realizaram o sonho de vencer a potência do rugby sul-americano, os Pumas, e ainda garantiram a vaga para o PAN. Muito orgulho de vocês!!! Parabéns Mauricio Coelho, que comanda a equipe, Pedro Rosa, Henrique Dantas, Diego Lopes, Felipe Claro, Lucas Duque, Moisés Duque, Rafael Dawalibi, Erick Monfrinatti, Daniel Gregg, os auxiliares Martin Schusterman, Luiz Felipe Lapa, Antonio Luis Abreu e comissão.
Continue lendo...

Nova rede social é criada para unir jogadores de rugby

Nova rede social é criada para unir jogadores de rugby
Admiradores do esporte, cada vez mais popular no Brasil, também participam

O termo "Pick and Go" é bastante comum no Rugby World. É usado quando os jogadores começam um estilo de jogo de maior contato físico. Essa característica de manter contato, é, aliás, um grande diferencial para quem conhece o esporte de perto. Pensando nisso, o arquiteto Érico Oliveira e o estudante de design Daniel Xavier, especialistas em sistemas de informações para a Internet, enxergaram um nicho onde faltava justamente um espaço exclusivo que unisse os jogadores de rugby. Daí colocaram as mãos na massa e está no ar, há cerca de duas semanas, o PickandGo.com.br

O sistema, que ainda está em sua versão de testes/beta, pretende atender as necessidades da comunidade que joga rugby, o qu e o torna diferente de todas as outras redes. Funciona como uma espécie de Twitter, com um mural de recados, mas tem ferramentas bem mais avançadas. Além de um perfil mais completo, os usuários tem a possibilidade de criar álbuns fotográficos e grupos de discussão. Mas não é só isso: na página inicial da rede social haverá sempre notícias recentes relacionadas ao esporte, com vídeos, matérias e novidades enviadas pelos próprios usuários, por meio do sistema.

Para eles, os benefícios do Pick and Go vão além de uma rede social em que são trocadas informações. Como os jogadores de rugby são loucos pelo esporte e ainda falta uma espécie de central de informações, o sistema auxiliará os usuários a encontrarem uns aos outros, para o caso de, por exemplo, campeonatos em estados diferentes onde seja necessário locar estádios e contatar parceitos; postar informações sobre todos os times; regras gerais; divulgar blogs temáticos; facilidade de encontrar árbitros credenciados, entre outros aspectos que possam tornar o rugby um esporte ainda mais profissional e respeitado em todo o país.

A próxima etapa prevê um estudo dos primeiros meses de uso para, em seguida, serem acrescentadas ferramentas que forem detectadas como as mais importantes para os usuários e apaixonados pelo rugby.

--
Camila Ribas
www.pickandgo.com.br
Outras informações com danielxavier89@gmail.com e erico.oliveira@gmail.com.
Continue lendo...

2 de fev de 2011

EXCLUSIVO: treino da nossa seleção em Bento Gonçalves

A seleção feminina de rugby se instalou na cidade que sedia esse fim de semana o sulamericano após o sevens de Floripa. Lá, as gurias treinam e interagem até o campeonato.
Não esqueçam que a SporTV vai transmitir alguns jogos nos dias 5 e 6 ao vivo, direto de Bento Gonçalves!!! Vamos lá prestigiar! E quem tiver twitter, vamos colocar o RUGBY no Trending Topics!!!!! #VamoBrasil #BrasilRugby

Confiram as fotos exclusivas do treino das nossas hexacampeãs!










Fotos tiradas pelo Aldo, da Sul Back. Valeu, parceiro!
Continue lendo...

Seleção brasileira feminina quer manter hegemonia no Sul-Americano de Rugby



Equipe é hexacampeã continental, mas treinador alerta para evolução das adversárias
01/02/2011 | Confederação Brasileira de Rugby

São Paulo (SP) - Atual hexacampeã, a seleção brasileira feminina quer manter sua hegemonia no Campeonato Sul-Americano de Rugby Sevens, que realiza a edição de 2011 em Bento Gonçalves (RS), nos dias 5 e 6 de fevereiro. As brasileiras venceram todas as partidas das seis campanhas, mas o treinador João Nogueira alertou as atletas para a evolução das adversárias.

"Sabemos que todos os países trabalharam e evoluíram muito desde o Sul-Americano passado. Temos de jogar o melhor possível e, para isso, precisamos de foco, dedicação e respeito pelos nossos oponentes", comentou o técnico brasileiro.

Presente em todas as conquistas, Paula Ishibashi, falou sobre o desafio de buscar o sétimo título. "Estamos muito bem preparadas e faremos o nosso melhor. Daremos mais de 100% em cada jogo e vamos buscar mais esse título com unhas e dentes", contou.

O Brasil está no Grupo A, ao lado de Argentina, Venezuela e Paraguai. O Grupo B tem Colômbia, Uruguai, Chile e Peru e as duas primeiras de cada chave garantem vaga nas semifinais.

Outras campanhas de destaque na temporada passada foram o 6º lugar no Mundial Universitário, em Portugal, e o vice-campeonato da Taça de Prata no Torneio de Dubai, nos Emirados Árabes.

A primeira edição do Sul-Americano foi disputada em 2004, na cidade de Baquisimeto, na Venezuela, com vitória brasileira na final contra as donas da casa por 15 a 12. No ano seguinte, as brasileiras brilharam em São Paulo e faturaram o bicampeonato em cima da Argentina, com o placar de 34 a 0.

Em 2006, a competição não foi realizada, mas um ano depois, jogando em Viña del Mar, no Chile, o Brasil fechou a trajetória vitoriosa, com o resultado de 29 a 0 sobre as colombianas. Em 2008, na cidade de Punta del Este, no Uruguai, e 2009, em São José dos Campos (SP), a seleção brasileira superou as argentinas na final. No Sul-Americano de 2010, em Mar del Plata, na Argentina, as brasileiras venceram as colombianas na final por 17 a 0.

Resultados do Brasil em Sul-Americanos
2010 - Mar del Plata (Argentina)
Primeira fase
Brasil 45 x 0 Peru
Brasil 29 x 0 Chile
Brasil 29 x 0 Uruguai
Semifinal - Brasil 22 x 7 Argentina
Final - Brasil 17 x 0 Colômbia

2009 - São José dos Campos (SP)
Primeira fase
Brasil 17 x 0 Colômbia
Brasil 43 x 0 Peru
Brasil 21 x 0 Venezuela
Semifinal - Brasil 24 x 5 Uruguai
Final - Brasil 45 x 5 Argentina

2008 - Punta del Este (Uruguai)
Primeira fase
Brasil 38 x 0 Chile
Brasil 62 x 0 Paraguai
Brasil 19 x 0 Argentina
Semifinal - Brasil 24 x 0 Venezuela
Final - Brasil 45 x 0 Argentina

2007 - Viña del Mar (Chile)
Primeira fase
Brasil 70 x 0 Peru
Brasil 24 x 0 Chile
Brasil 10 x 0 Venezuela
Semifinal - Brasil 26 x 0 Argentina
Final - Brasil 29 x 0 Colômbia

2005 - São Paulo (SP)
Primeira fase
Brasil 36 x 5 Argentina
Brasil 34 x 7 Uruguai
Brasil 52 x 0 Peru
Semifinal - Brasil 21 x 0 Argentina
Final - Brasil 34 x 0 Argentina

2004 - Barquisimeto (Venezuela)
Primeira fase
Brasil 42 x 0 Colômbia
Brasil 51 x 0 Paraguai
Brasil 33 x 0 Uruguai
Semifinal - Brasil 33 x 0 Argentina
Final - Brasil 15 x 12 Venezuela

Em 2006 o Sul-Americano não foi disputado

Coletiva de apresentação na quinta-feira - Nesta quinta-feira, dia 3, haverá a coletiva de apresentação do Sul-Americano, às 19 horas, no Salão Chadornay, do Hotel Dall’Onder, hotel oficial do evento, que fica na Rua Henry Hugo Dreher, 195, no Bairro do Planalto, em Bento Gonçalves. Estarão presentes Sami Arap, Antonio Martoni e João Nogueira, respectivamente presidente, diretor esportivo e treinador da seleção feminina, da Confederação Brasileira de Rugby (CBRu). Os jornalistas interessados devem confirmar presença através do e-mail vinicius@zdl.com.br .

Mais informações nos sites www.brasilrugby.com.br, www.brsevens.com e www.consur.org

Siga o rugby no twitter : twitter.com/brasilrugby

Imagens: Comunicação CBRu

Continue lendo...
 

Rugby de Calcinha Copyright © 2009 Rugby de Calcinha